Publicidade
Botão de Assistente virtual
Bom Exemplo SAÚDE DO CÉREBRO

Bons hábitos podem melhorar o funcionamento da memória; confira dicas

Dormir bem, fazer exercício diariamente e listar tarefas no papel são estratégias citadas por especialista

Publicado em: 10.11.2021 às 12:49 Última atualização: 10.11.2021 às 12:52
Bom Exemplo

“Memorizar ‘coisas’ não deve ser o objetivo”, diz Jennifer Zientz, chefe de serviços clínicos do Center for BrainHealth da Universidade do Texas. Ela afirma: “Usar o que você lembra, combinando memórias com outros conhecimentos para formar novas ideias e fazer escolhas, é uma maneira mais saudável de usar seu cérebro.

Confira dicas sobre como expandir o potencial do seu cérebro:


Estabeleça rotinas

 A fim de liberar seu cérebro para lembrar de informações novas e importantes, é mais fácil encontrar as coisas se você sempre as colocar no mesmo lugar. “Ter uma rotina pode ser muito útil para a memória. As rotinas nos ajudam a atingir a eficiência, para que não tenhamos que gastar muito poder do cérebro em elementos previsíveis do nosso dia. A eficiência nas atividades diárias libera tempo e capacidade cerebral para coisas mais significativas em nossas vidas.”

Use seus sentidos

 Se você tiver que colocar algo em um lugar desconhecido, diga o que está fazendo em voz alta: “Estou colocando meus óculos de sol na mesa perto da porta”. Ou quando você conhecer alguém novo, repita o nome dela em voz alta. “A maioria de nós aprende melhor quando pode receber informações por meio de mais de um sentido, porque isso coloca as informações em um contexto mais amplo”, aponta Zientz. Ao permitir que seus ouvidos registrem as informações, você aprimora o foco nela, aumentando suas chances de lembrá-la mais tarde.

Não às multitarefas

Não é surpresa que não possamos nos lembrar das coisas quando nossa atenção está dividida. Hoje, temos acesso a uma quantidade de informações sem precedentes. Quanto mais as pessoas consomem de uma só vez, mais superficial se torna seu pensamento. Ao receber menos informações, você é mais capaz de obter significado, desenvolver conhecimento e realmente construir redes cerebrais. Filtrar essas distrações melhora o foco que leva a uma memória melhor, segundo Zientz. 

Organize as informações

Libere sua memória usando recursos externos para organizar as informações. Faça anotações do que você precisa fazer diariamente no calendário do telefone. Estudos mostraram que o simples ato de escrever pode reforçar as informações em sua memória. Mantenha notas adesivas pela casa e deixe lembretes manuscritos onde você os verá, escreva uma lista antes de ir ao mercado para não se esquecer de nada. 

Durma bem

Pesquisas indicam que pessoas que dormem sete horas têm melhor memória do que aquelas que dormem menos de cinco ou mais de nove. Essa pode ser a quantidade certa para o cérebro passar pelas mudanças químicas necessárias para integrar novas habilidades ou fatos à memória de longo prazo. “O sono fortalece as conexões entre as células cerebrais e diferentes regiões do cérebro e move as informações para áreas do cérebro que são mais eficientes para armazená-las”, diz o especialista em sono Richard Shane, PhD, criador do método Sleep Easy (sleepeasymethod.com) . De acordo com ele, “O sonho classifica e organiza informações, faz conexões e até resolve problemas. Tudo isso fortalece as memórias e melhora a recordação.”

Exercite-se diariamente

O físico e o mental estão profundamente conectados, então, os exercícios mantêm seu cérebro aguçado, evitando "sugadores" de memória, como a hipertensão e o diabetes. O movimento melhora a circulação, levando sangue, oxigênio e nutrientes para o cérebro.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.