Publicidade
Cotidiano | ABC Pra Você | Motores Mercado

Honda CG: renovada aos 45

Ao completar quatro décadas e meia de sucesso no Brasil, família CG recebe reformulações em todas as suas configurações, chegando às lojas em julho

Publicado em: 18.06.2021 às 06:00 Última atualização: 21.06.2021 às 08:58

Honda CG linha 2022

Modelo que inaugurou a linha de montagem da fábrica da Honda em Manaus, no Amazonas, a CG se consagrou como verdadeiro ícone da indústria nacional e chega ao seu 45º aniversário modernizada em todas as quatro versões. As novidades estarão nas concessionárias em julho, já como linha 2022.

A CG 160 Start traz novo design na moldura do painel de instrumentos e na carenagem frontal, com três opções de cores. A CG 160 Fan e a CG Cargo também receberam nova moldura de painel, nova carenagem de farol e laterais do tanque redesenhadas interna e externamente. Para a Cargo, a opção de cor é única, o branco, enquanto para a Fan as opções são três.

A topo de linha CG 160 Titan igualmente recebeu uma nova moldura do painel, nova carenagem de farol e de laterais do tanque, exclusivas do modelo, além de rabeta com laterais redesenhadas. A Titan oferece três opções de cores.

A ergonomia é destaque. Como é o mais utilizado modelo para fins profissionais, os extensos períodos ao guidão demandaram o estudo de uma posição de pilotagem ideal. Guidão, pedaleiras e banco oferecem um posicionamento de referência, no qual a facilidade de pilotagem se alia ao conforto. Na CG 160 Cargo, o bagageiro - capaz de suportar até 20 kg - é um equipamento de série.

A suspensão dianteira tipo SFF (Separated Function Fork) faz par com a traseira bichoque, com amortecedores de dupla ação reguláveis na carga da mola. A garantia da moto é de três anos, sem limite de quilometragem, contemplando também sete trocas de óleo gratuitas.

A CG está ligada não apenas à vida do brasileiro, mas também à de empresas que cresceram junto com o modelo. "Neste ano também celebramos os 45 anos da Comoto em Novo Hamburgo. A CG é nossa melhor parceira: nos acompanha nesta jornada de sucesso desde o primeiro dia e transformou em realidade os sonhos do nosso fundador, Cezar Kehrwald", revela a diretora Andrea Kehrwald Möller.

Mudanças visuais distintas para as versões

Honda CG linha 2022

A linha 2022 recebeu atualizações no design distintas para reforçar uma identidade visual específica para os modelos.

Na CG 160 Start, configuração mais acessível do quarteto, a valorização de linhas limpas, sem adereços ou apêndices estéticos, foi a opção dos designers.

Nas intermediárias - a profissional CG 160 Cargo e a CG 160 Fan -, o design teve como norte o equilíbrio, um meio-termo entre a esportividade da CG 160 Titan e a essencial CG 160 Start.

Como já tradição, a CG 160 Titan ganha o visual mais esportivo. Essa é a base da moto usada na disputa da categoria Honda Junior Cup do Campeonato Brasileiro de Superbike.

No que diz respeito aos aspectos práticos, vale ressaltar a capacidade do tanque da CG 160 Cargo, da Fan e da Titan (16,1 l, dos quais 3,1 l de reserva) e da CG 160 Start (14,6 l, com 3,2 l de reserva), que podem permitir até 600 km de autonomia em condições ideais de uso, quando abastecidas com gasolina.

 

Honda CG linha 2022

Sistema de freios CBS

Honda CG linha 2022

Quanto aos freios, o sistema CBS - Combined Braking System - é comum a todas as versões na linha 2022. Na CG 160 Start ambos freios são a tambor, com diâmetro de 130mm.

Nas CG 160 Cargo, Fan e Titan o disco dianteiro é de 240mm de diâmetro e cáliper de pistão triplo de acionamento hidráulico, enquanto na traseira o tambor tem 130 mm de diâmetro.

 

Motor gera 15,1 cv com etanol e 14,9 cv com gasolina

Honda CG linha 2022

O propulsor monocilindro 4 tempos com sistema de comando de válvula no cabeçote OHC (Over Head Camshaft) é comum às versões Cargo, Fan e Titan. Tem exatos 162,7 cm3 e gera a potência máxima de 15,1 cv (etanol) e 14,9 cv (gasolina) a 8.000 rpm. O torque máximo é de 1,54 kgfm (etanol) e 1,40 kgfm (gasolina) a 7.000 rpm.

O sistema de alimentação por injeção eletrônica PGM-FI incorpora a tecnologia FlexOne (Fan, Cargo e Titan), que admite uso de etanol e gasolina em proporções diferentes.

Na CG 160 Start, o sistema PGM-FI admite apenas o uso de gasolina no motor, que mantém as mesmas características de potência e torque dos modelos FlexOne quando alimentados com este tipo de combustível.

O câmbio tem cinco velocidades e a embreagem de acionamento mecânico é do tipo multidisco em banho de óleo. O sistema de transmissão utiliza corrente tipo 428, com coroa de 44 dentes e pinhão de 15 dentes.

 

Os preços

Os valores para a região, incluindo frete, são os seguintes:

CG 160 Start: R$ 12,9 mil

CG 160 Fan: R$ 14,16 mil

CG 160 Cargo: R$14,4 mil

CG 160 Titan: R$ 15,950 mil

Já são mais de 13 milhões de unidades produzidas no País

Honda CG 1976

Desde que a Honda CG começou a ser fabricada no Brasil, mais de 13 milhões de unidades do modelo saíram das linhas de produção da fábrica de Manaus. Uma incomparável história de sucesso, que confirma o acerto de decisões tomadas há quase meio século, quando a Honda optou por produzir localmente em vez de apenas importar suas motos para cá.

Presente no País como importadora desde 1971, em cinco anos de Brasil a montadora percebeu que era possível efetivar aqui uma filosofia enraizada na empresa desde sua fundação: pensar globalmente, agir localmente.

Honda CG 1976

A iniciativa resultou na fabricação da CG 125 pioneira e suas oito gerações subsequentes, que entre si têm um invejável aspecto em comum: a CG sempre foi líder de mercado, a mais vendida entre todas as motocicletas comercializadas no Brasil.

Não é exagero dizer que o brasileiro aprendeu a andar de moto com a CG, modelo que continua, ano após ano, o favorito seja qual for a versão, do modelo de entrada Start à admirada Titan, passando pela prática Fan e pela profissional Cargo.

Constantemente aperfeiçoada no decorrer de seus muitos anos de produção, colocar lado a lado a primeira CG com a atual impressiona: a evolução tecnológica fica evidente, mas surpreende ainda mais verificar que, na essência, a fórmula original continua a mesma. Conforme a Honda, o sucesso pode ser atribuído à confiabilidade, resistência, economia e à boa relação custo-benefício, além do menor índice de depreciação do mercado.

 

 


Mais praticidade no seu dia a dia: clique aqui para receber gratuitamente notícias diretamente em seu e-mail!

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.