Publicidade
Cotidiano | ABC Pra Você | Motores Impressões ao dirigir

Fiat Mobi Trekking: para leves aventuras urbanas

Subcompacto da Fiat está longe de ser um 4x4, mas a altura extra em relação ao solo ajuda a encarar os buracos das cidades

Por Adair Santos
Publicado em: 03.09.2021 às 06:00

Racionalidade. A palavra define bem a proposta do subcompacto Mobi. Fácil de estacionar, econômico e superconectado, o pequeno Fiat caiu nas graças do público jovem e também já é um dos preferidos por empresas e representantes comerciais. São três versões: Easy (R$ 46,94 mil), Like (R$ 54,84 mil) e Trekking (R$ 58,94 mil), que foi lançada em outubro passado.

Fait Mobi 2022 , Mobi Trekking

Com o fim da produção do Volkswagen up!, entre os subcompactos de grande volume o Mobi disputa mercado agora com o Renault Kwid (preços de R$ 47,69 mil a R$ 60,29 mil). A Trekking, configuração testada, conta com visual aventureiro e 19 cm de altura livre do solo, bem como ângulo de entrada de 24°. Na comparação com a Easy, tem 3 cm a mais na altura em relação ao solo e 6 cm na altura, principalmente em função das barras longitudinais instaladas no teto. Esses 3 cm extras ajudam a encarar com maior desenvoltura os buracos e desníveis no asfalto causados pelas tampas de bueiro – uma praga que infesta muitas cidades. Só não dá para achar que a Trekking é um 4x4 e sair fazendo trilhas pesadas por aí.

Onde o bicho pega...

Mas as dimensões que tornam o modelo compacto são as mesmas que cobram o seu preço sob a forma de menor espaço – não há milagre. Duas pessoas com 1,80 m viajam bem na frente, mas apertam os joelhos de quem está atrás, pois são apenas 2,30 m de entre-eixos. O porta-malas é um de seus pontos fracos: são 200 l, 100 l a menos que o irmão maior Argo.

...mas a economia compensa

O baixo peso da versão (967 kg) é um dos segredos para a economia. Durante o teste, mesmo dirigindo de forma esportiva, elevando os giros em muitas ocasiões, o modelo fez facilmente 15 km/l na estrada com gasolina. Basta pisar só um pouco menos para subir a 17 km/l. São números maiores do que os 14,1 km/l prometidos pela montadora, o que é ótimo em tempos de preços exorbitantes da gasolina. Ao volante, o Mobi é agradável de dirigir, principalmente pela direção com assistência elétrica – bastante leve nas manobras e com peso ideal em velocidades de cruzeiro.

 

Fait Mobi 2022 , Mobi Trekking

 

 

 

 

De novidade, só os adesivos e repetidores de pisca nos retrovisores

 Modelo tem um visual simpático e, na linha 2022, lançada em maio deste ano, a versão Trekking recebeu novos adesivos no capô, logo escurecido da Fiat na dianteira e na traseira e retrovisores externos com luzes indicadoras de direção.


No mais, segue com as barras longitudinais de teto, que ampliam a altura, teto bicolor, calotas escurecidas (a versão testada é equipada com rodas em liga-leve 14” opcionais, calçadas com pneus 175/65), retrovisores com pintura black piano, maçanetas na cor da carroceria e tecidos exclusivos com costura laranja.

Moldura destacada na caixa de rodas e pintura lateral inferior reforçam o apelo aventureiro.

Fire Evo Flex 1.0 faz mais de 14 km/l

O motor Fire Evo Flex 1.0 está de acordo com a proposta do modelo. Só não dá para esperar desempenho esportivo, logicamente. São 73 cv com gasolina e 75 cv com álcool, ambos a 6.250 rpm.

E como os valores de torque máximo (9,5 kgfm e 9,9 kgfm, respectivamente) estão disponíveis a 3.850 rpm, em subidas mais fortes é preciso "encher" bem o motor, reduzindo marchas. Conforme a montadora, a Trekking acelera de 0 a 100 km/h em 14,4 s com gasolina e 13,8 s com álcool. Já as velocidades máximas são de 151 km/h e 152,2 km/h, respectivamente.

Cluster com mostradores analógicos e digitais

Fait Mobi 2022 , Mobi Trekking

A cabine tem visual bonito e moderno. O painel de instrumentos mescla velocímetro e contagiros analógicos com mostrador digital em formato de smarthphone, bem ao centro. Pena que as informações de consumo médio e instantâneo -extremamente relevantes nos dias atuais - não estão prontamente disponíveis nesta tela. Para obter esses dados, é necessário acessar o ícone Percurso no multimídia.

Além disso, modelo traz volante multifuncional, console de teto com porta-objetos e espelho auxiliar que facilita ficar de olho em crianças que estão no banco de trás, sem precisar ficar virando o pescoço.

Na linha 2022, a Trekking também passou a contar com quatro alto-falantes e dois tweeters na linha 2022. Não é aquela "sonzeira" de estremecer, mas agrada bastante em se tratando de um equipamento de fábrica.

Multimídia de 7" garante boa conectividade

Fait Mobi 2022 , Mobi Trekking

A conectividade é um dos pontos fortes do modelo. A central multimídia de 7" com Android Auto e Apple CarPlay oferece projeção sem fio e permite parear dois smartphones.

A tela sensível ao toque tem baixo reflexo diurno e brilho ajustável. Outra facilidade são as duas portas USB à disposição do motorista e passageiros. Desenvolvida no País, a central é bastante intuitiva, contando com as seguintes funções:

- Navegação via Waze e Google Maps

- Música (Streaming e MP3)

- Reconhecimento de voz (Siri | Google Voice)

- Leitura e resposta de mensagem "handsfree" para SMS e WhatsApp, por exemplo

- Integração com calendário

 

Mobi Trekking x Renault Kwid


Mais praticidade no seu dia a dia: clique aqui para receber gratuitamente notícias diretamente em seu e-mail!

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.