Publicidade
Botão de Assistente virtual
Cotidiano | ABC Pra Você | Motores Indústria

A evolução da estrela alemã

Mercedes-Benz completa 65 anos de Brasil celebrando diversos modelos de sucesso

Publicado em: 17.11.2021 às 06:00

Ao completar 65 anos de Brasil em 2021, a Mercedes-Benz celebra sua trajetória com modelos consagrados, tanto no segmento de veículos de passeio quanto de transporte.

Mercedes-Benz - 65 anos de Brasil

Na década de 1960, a marca alemã já comercializava seus automóveis luxuosos no Brasil para uso de diplomatas, assegurando também a manutenção e assistência técnica. A partir de 1990, com a abertura do mercado brasileiro às importações de automóveis, a Mercedes-Benz do Brasil criou a Starauto, unidade de negócios específica para comercializar os automóveis. Nessa década, houve um grande salto de vendas, saindo de 500 unidades por ano para cerca de 5 mil automóveis no final da década.

Ao longo de todo o tempo, a oferta de modelos foi aumentando. Alguns modelos também foram produzidos no País: a primeira geração da Classe A, o exclusivo duas portas CLC 200, o sedã de luxo Classe C e o SUV Premium GLA marcaram a história em Juiz de Fora (MG)e Iracemápolis (SP).

Agora, a marca atende o mercado brasileiro somente com modelos importados. São mais de 40 versões entre sedãs, hatch, coupé, SUV, cabriolet, roadster e os exclusivos Mercedes-AMG. A linha atual já inclui o EQC, o primeiro elétrico da marca, alinhado com meta de ser 100% elétrica até 2030.

 

Mercedes-AMG E 63 S  Limousine (Kraftstoffverbrauch kombiniert: 11,6 l/100 km, CO2-Emissionen kombiniert: 267 g/km), 2020,  Outdoor, Seitenansicht, Exterieur: Hightechsilber metallic und Mercedes-AMG E 63 S T-Modell (Kraftstoffverbrauch kombiniert: 11,9 l/100 km, CO2-Emissionen kombiniert: 273-271 g/km), 2020,  Outdoor, Seitenansicht,  Exterieur: brilliantblau magno und Mercedes-AMG E 53 Coupé (Kraftstoffverbrauch kombiniert: 8,9-8,6 l/100 km, CO2-Emissionen kombiniert: 204-198 g/km), 2020,  Outdoor, Vorderansicht, dynamisch, Night Paket, Carbon Paket II, Exterieur: graphitgrau metallic und E 53 Cabriolet (Kraftstoffverbrauch kombiniert: 9,1-8,8 l/100 km, CO2-Emissionen kombiniert: 209-202 g/km)*   Mercedes-AMG E 63 S Sedan (combined fuel consumption: 11,6 l/100  km, combined CO2 emissions: 267 g/km), 2020, Outdoor, side, exterior: Hightechsilver metallic and Mercedes-AMG E 63 S Estate (combined fuel consumption: 11,9 l/100  km, combined CO2 emissions: 273-271 g/km), 2020, Outdoor, side, exterior: brilliantblue magno and  Mercedes-AMG E 53 Coupé (combined fuel consumption: 8,9-8,6 l/100  km, combined CO2 emissions: 204-198 g/km), 2020, Outdoor, front, dynamic, Night package, Carbon package II, exterior: graphitgrey metallic and E 53 Cabriolet (combined fuel consumption: 9,1-8,8 l/100  km, combined CO2 emissions: 209-202 g/km)*

Sprinter tornou-se referência no segmento

Range (v.l.n.r.) Mercedes-Benz Sprinter (ab 2013); Mercedes-Benz Sprinter 2 (2006-2013); Mercedes-Benz Sprinter 1 (1995-2006); Mercedes-Benz Sprinter 1 (1995-2006)   Range (LTR) Mercedes-Benz Sprinter (from 2013); Mercedes-Benz Sprinter 2 (2006-2013); Mercedes-Benz Sprinter 1 (1995-2006); Mercedes-Benz Sprinter 1 (1995-2006)

A Sprinter estreou em 1995 na Alemanha e fez parte de um marco histórico ao ser o primeiro veículo de transporte da Mercedes-Benz a receber oficialmente seu nome próprio. Essa designação hoje representa uma categoria inteira de veículos.

No Brasil, o lançamento ocorreu em 1997, contando com opções de vans de passageiros, furgões e chassis para transporte de carga, distribuição urbana e prestação de serviços. Com a Sprinter, a empresa criava no País o segmento de Large Vans, categoria de veículos comerciais leves com peso bruto total entre 3,5 e 5 toneladas.

Ela foi a sucessora do MB 180, primeira família de modelos da marca nesse segmento no Brasil, importado da Espanha entre 1994 e 1997.

Em quase 25 anos de forte presença no mercado brasileiro, foram comercializadas mais de 150 mil unidades da linha, consolidando sua liderança em vendas e confirmando a Sprinter como o veículo mais desejado da categoria.

Em 2012, uma nova geração da Sprinter chegou ao mercado brasileiro, trazendo padrões mais elevados de tecnologia, segurança, conforto e capacidade de transporte.

Destaque para o motor OM 651 com tecnologia BlueEfficiency, que assegura mais potência e torque, com menores emissões, além do exclusivo sistema ESP Adaptativo e novos air bags. O design também foi renovado.

A atual geração dessa linha de veículos fez sua estreia no País no final de 2019.


Receba notícias diretamente em seu e-mail! Clique aqui e inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.