Publicidade
Botão de Assistente virtual
Cotidiano | ABC Pra Você | Viver com saúde SAÚDE

Além da alergia: confira cinco causas do nariz entupido

Médico alerta para o perigo no uso de descongestionantes por longo tempo e sem indicação médica

Por Redação
Publicado em: 04.08.2022 às 05:27 Última atualização: 04.08.2022 às 10:53

Apesar de não ser considerada uma doença, a congestão nasal é um sintoma típico de muitas condições adversas e se manifesta quando as cavidades nasais ficam cheias de fluido e muco. Ricardo Landini Lutaif Dolci, otorrinolaringologista e professor da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, explica que a primeira causa é a alergia.

Se o nariz entope com frequência, é preciso buscar um médico otorrinolaringologista ou um médico alergista/alergologista
Se o nariz entope com frequência, é preciso buscar um médico otorrinolaringologista ou um médico alergista/alergologista Foto: Adobe Stock
"Independente da causa, precisamos entender que as mucosas nasais possuem muitos capilares sanguíneos, pois o ar precisa ser aquecido antes de entrar no organismo. Isso faz com que essa região seja muito reativa e gere um processo inflamatório em resposta a qualquer agente externo agressor."

Além disso, é muito comum que a pessoa fique com o nariz entupido e escorrendo quando fica resfriada ou gripada, ou em alguns casos de Covid-19. "Isso porque a inflamação estimula a produção de muco e fluido em excesso como proteção."

Já no caso do desvio de septo, a congestão nasal é consequência de um desalinhamento anatômico dos ossos e das cartilagens que constituem o nariz, dificultando a passagem do ar pelas cavidades. "Essa condição pode vir acompanhada de outros sintomas como dificuldade de dormir, roncos, dores de cabeça e cansaço."

Pólipos e remédios

A quarta causa do nariz entupido pode ser a presença de pólipos nasais, formações inflamatórias que surgem na mucosa nasal, podendo ser consequência de processos alérgicos e que atrapalham a respiração, causando a obstrução.

E, no quinto motivo: muito cuidado com o uso de descongestionante nasal, gotinhas que podem ser vilãs. "O uso de descongestionantes, quando administrado diariamente por um longo tempo, se torna um risco à saúde. Sua composição acaba gerando um processo inflamatório e o paciente precisa de uma quantidade de remédio cada vez maior para conseguir desobstruir as vias. Ocasionando dependência da medicação, taquicardia, arritmia cardíaca e efeito rebote, ou seja, acaba obstruindo ainda mais o nariz." O indicado é buscar um médico alergista/alergologista.


Quer receber notícias como esta e muitas outras diretamente em seu e-mail? Clique aqui e inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.