Publicidade
Botão de Assistente virtual
Bom Exemplo Na pandemia

Site busca doações para estudantes que não têm acesso a recursos eletrônicos

Criada por moradores de Novo Hamburgo, a Plug Doações busca conectar doadores e aqueles que precisam de computadores ou outras tecnologias para estudo

Por Jauri Belmonte
Publicado em: 18.05.2020 às 14:01 Última atualização: 18.05.2020 às 14:11
Bom Exemplo

Plug Doações foi fundada por moradores de Novo Hamburgo Foto: Instagram / Reprodução

Os tempos parecem ser outros. As formas de aprendizagem e relacionamento estão mudando. Em tempos de coronavírus, embora exista a distância, muita coisa está palpável por meio dos recursos eletrônicos como tablets, celulares e computadores. A internet facilita este processo, mas nem todos têm acesso às ferramentas necessárias para trabalhar, aprender e buscar conhecimento. Com a adoção de processos de ensino remotos, a comodidade entra em muitos lares, mas exclui, por outro lado, aqueles que não têm acesso a tais recursos.

O jargão 'Vamos nos conectar?', que indaga e desafia talvez nunca tenha feito tanto sentido. E conectar para ajudar é justamente o que propõe a Plug Doações, que tem como slogan Faz bem para quem doa e para quem recebefundada pelos moradores de Novo Hamburgo, Álisson Rodrigues, 25 anos, e Manoella Treis, 23. A campanha consiste na doação de produtos e equipamentos eletrônicos àqueles que precisam, mas que, por diversos motivos, têm o acesso limitado. Assim, a ideia é cruzar as informações dos estudantes que precisam das doações com os doadores que desejam fazer a boa ação. Para isso, além do perfil no Instagram (@plugdoacoes), a Plug tem um site (acesse aqui) onde é possível fazer o preenchimento de um formulário. 

"Queremos ajudar quem doa e aqueles que recebem. Tem muita gente que tem aparelhos que não são mais utilizados, por exemplo. Em compensação, têm aquelas pessoas que precisam de tais recursos", disse Manoella. As doações podem ser feitas pelo site, preenchendo os dados de contato, como Estado e cidade, além de qual equipamento pode doar. "Os estudantes preenchem com os mesmos dados e o equipamento que precisam. A partir disso, olhamos as informações, cruzamos os dados compatíveis e verificamos se é seguro. Assim, conectamos o doador com o estudante, para que eles combinem a entrega do eletrônico", frisou Manoella, doutoranda em Ciências Sociais.

Ela também acrescenta que, por enquanto, como a demanda ainda é pequena, a ideia é conciliar a necessidade à logística. "Por enquanto vamos cruzar doadores e beneficiados que moram próximos. Nossa prioridade é facilitar a doação", frisou a jovem. A realização do cadastro é gratuita e pode ser feita em qualquer lugar do Brasil. "Para se ter ideia, já temos conexões em estados como Piauí e São Paulo. E pensando em possíveis situações adversas no futuro, já surgiu a ideia de manter a Plug após a pandemia", destacou Manoella. O e-mail para contato é plugdoacoes@gmail.com. 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.