Publicidade
Bom Exemplo

Por um consumo mais sustentável

consumo sustentável

A pandemia do coronavírus também faz com que nos adaptamos às necessidades de novas formas de organização que coloquem o coletivo acima do individual.

Mais que isso, que deem relevância a um consumo mais sustentável que, embora nos últimos anos tenha se tornado moda, não teve o ímpeto de que o planeta precisa.

Um estudo recente do site de e-commerce Mercado Livre revelou que o consumo sustentável dobrou na América Latina durante o contexto da pandemia.

Entre junho de 2019 e maio de 2020, 2,5 milhões de latino-americanos compraram pelo menos um item com proposta sustentável no Mercado Livre. Só no Brasil, foram 1,4 milhão de consumidores. Há também os novos compradores, que são aqueles consumidores que escolheram um produto sustentável na sua primeira compra no marketplace. Esses, somaram 150 mil em toda a América Latina, sendo 81 mil deles brasileiros .

Isso permite observar um crescimento na demanda por produtos de baixo impacto ao meio ambiente. Essa tendência tem se acentuado nestes dias de confinamento, onde cada vez mais usuários estão comprando online e a maioria deles está optando por itens mais sustentáveis possíveis. Entre os produtos mais vendidos estão lâmpadas LED, bicicletas, painéis solares, suplementos alimentares orgânicos, copos menstruais, caixas de compostagem, garrafas reutilizáveis, xampus e condicionadores sólidos e fraldas reutilizáveis.

Mas qual é o motivo desse aumento? Aparentemente, a pandemia revelou uma crise mais profunda, que as pessoas começaram a entender. Se o mundo não parar o atual índice de emissões de gases de efeito estufa, desastres climáticos e pandemias devastadoras podem se tornar comuns.

A perda de biodiversidade e as mudanças climáticas representam sérios riscos à saúde da população, pois são o cenário ideal para o surgimento dessas doenças infecciosas, como adverte o relatório do Fórum Econômico Mundial de maio de 2020 (weforum.org).

O confinamento de milhões de pessoas no mundo deu uma “pausa” ao planeta, mas isso é apenas um gesto e não uma contribuição concreta para deter o aquecimento global. Para que a poluição não volte aos níveis que existiam antes da pandemia, é necessário estimular fortemente uma mudança de paradigma em nossa sociedade.

E, neste contexto, nosso papel como cidadãos deve ser ativo. São pequenos gestos, como reciclar, usar energia de forma consciente, evitar o uso de plásticos, comprar apenas o essencial e, o mais importante, incutir nas novas gerações os valores desta nova consciência ambiental, que poderão de fato contribuir. Cada ação ajudará na construção de um planeta mais sustentável após a pandemia.


Mais praticidade no seu dia a dia: clique aqui para receber gratuitamente notícias diretamente em seu e-mail!

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.