Publicidade
Cotidiano | Estilo de vida Espírito Jovem

Em meio às orquídeas é sempre uma primavera

De origem japonesa, Keiko destaca o encanto pelas orquídeas, enfatizando os desafios do cultivo e a importante relação com o tempo

Por Alecs Dall'Olmo
Publicado em: 17.10.2020 às 08:00 Última atualização: 17.10.2020 às 13:49

Ela nasceu no Sul do Japão, em uma cidade chamada Kumamoto. "Vim pequena. Já estou há mais de 60 anos no Brasil", enfatiza Keiko Kakuta, 67 anos. "Cheguei a Sapucaia do Sul por uma sorte da vida. Precisava vir para uma cidade com melhores recursos de estudos, pois as crianças tinham que ir a escola e eu morava no interior.

Na época, todos os descendentes estavam indo para o Japão para trabalhar e o meu esposo foi convidado para trabalhar em uma empresa japonesa aqui em Sapucaia, o Kurashiki. Assim viemos e ficamos. Agora sou aposentada, tenho três filhos, seis netos. Casada com japonês", conta. E foi em Sapucaia do Sul que ela também encontrou algo especial para fazer brotar.

"Comecei a lidar com orquídeas quando fui trabalhar num orquidário aqui, em Sapucaia. Não tinha experiência com flores, mas aprendi muito. Foi uma experiência muito boa. Cuidar de orquídeas me acalma, é muito bom para curar depressão, tristeza. Elas me deram uma chance de conhecer o mundo maravilhoso das flores." Ela ressalta que cuidar das orquídeas é um desafio de entender o tempo das coisas.

Paciência

Segundo ela, o desafio de cuidar orquideas passa por muita paciência, pois elas demoram muito tempo para dar resultado, para se mostrar, para tomar conta dos espaços. "São plantas que não requerem muita água, mas gostam de umidade. Gostam de sol, mas sem ser direto. Tem que estudar o ambiente que elas vieram. Tem algumas que precisam de frio para florir, outras de calor", pondera, destacando a importância de conhecer e de se envolver com cada detalhe. Com a pandemia, ela fica mais ligada ainda nas plantas. "Sou aposentada e agora, com essa pandemia, fico mais focada em observar o desenvolvimento das plantas. Não posso sair para comprar adubos e fertilizantes como antes. Mas tenho algumas coisas em casa e dá pra levar." E ela também tem suas preferidas. Aliás, uma espécie em especial: a Dendrobium, gênero de orquídeas do sudeste asiático. A Dendrobium é muito popular e cultivada em muitas casas.

Entre suas características está o seu colorido e floradas intensas. Trata-se de uma orquídea de fácil cultivo e que se adapta muito bem na maioria das regiões, principalmente mais ao sul. Enfim, uma orquídea que tem como ponto forte se adaptar, como acontece na vida de muitos, como a de Keiko. "Tenho por coincidência mais Dendrobium, gosto delas porque têm muita variedade."


Quer receber notícias como esta e muitas outras diretamente em seu e-mail? Clique aqui e inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.