Publicidade
Entretenimento Estatueta para supervilão

Prêmio em festival coloca o personagem Coringa em alta

Joker recebeu o Leão de Ouro do Festival de Veneza

Por André Moraes
Última atualização: 15.09.2019 às 15:32

Foto por: Divulgação
Descrição da foto: Joker deve estrear no final do mês no Brasil
Pela primeira vez, um filme baseado em histórias de super-heróis ganhou o prêmio principal de um grande festival de cinema. E o protagonista, ironicamente, é um vilão. Joker, filme do Coringa, inimigo de Batman, recebeu o Leão de Ouro do Festival de Veneza. O filme ainda não estreou por aqui (deve chegar no Brasil em 3 de outubro), mas a crítica internacional destaca a atuação do ator Joaquin Phoenix. O filme de Todd Philips agora está sendo cotado para o Oscar, pelo menos na categoria Melhor Ator.

Seja como for, vale aproveitar para relembrar as encarnações em cinema e vídeo do grande vilão de Gotham City - que, por sinal, não incomoda o homem-morcego só nos roteiros. Já até virou uma tradição (meio embaraçosa para os atores que fazem o Batman) dizer que o Coringa rouba a cena. Agora, o maluco que vive entrando e saindo do asilo Arkham acabou roubando a cena dos super-heróis em geral e trouxe uma estatueta dourada para a galeria dos supervilões.

Veja abaixo os Coringas mais famosos das telas. Não são todos, porque é muito doido para uma publicação só. E tem até um estranho no ninho, que não era Coringa mas inspirou o personagem.

Conrad Veidt

Foto por: Divulgação
Descrição da foto: Conrad Veidt em O Homem que Ri
O ator alemão Conrad Veidt nunca viveu o Coringa. Mas seu papel como um nobre desfigurado por uma cicatriz em forma de sorriso no filme O Homem que Ri, de 1928, inspirou Bob Kane à criação do inimigo de Batman. Veidt era bom em vilões. Fez um nazista em Casablanca (1942).

Mark Hamill

Foto por: Reprodução
Descrição da foto: Coringa do desenho animado dublado por Mark Hamill
O eterno Luke Skywalker de Star Wars fez carreira como dublador. Conquistou fãs com seu Coringa, que assumiu nos desenhos a partir dos anos 90. Ele também voltou ao papel em videogames e até em vídeos da série de super-heróis da DC no universo Lego.

 

Jared Leto

Foto por: Divulgação
Descrição da foto: Jared Leto como Coringa
Havia grande expectativa para o Coringa vivido pelo oscarizado Jared Leto em Esquadrão Suicida, de 2016, onde o mentor de Arlequina era coadjuvante, mas estava sendo preparado como figura a ser inserida na franquia. O filme foi mal nas bilheterias e Leto não entusiasmou. A DC reestudou seu universo nas telas e é incerto se o ator volta.

Heath Ledger

Foto por: Divulgação
Descrição da foto: Heath Ledger como Coringa
Batman: O Cavaleiro das Trevas, de 2008, foi o segundo filme do homem-morcego dirigido por Christopher Nolan. Christian Bale foi um dos atores mais saudados como Batman, mas o Coringa de Heath Ledger era um show à parte. O ator morreu logo depois do filme, mas ganhou um Oscar póstumo. Por sinal, outro grande prêmio do Coringa.

Jack Nicholson

Foto por: Divulgação
Descrição da foto: Jack Nicholson como Coringa
O Batman dirigido por Tim Burton em 1989 era todo sombrio, e tinha um homem-morcego meio taciturno, vivido por Michael Keaton. O Coringa espalhafatoso vivido por Jack Nicholson era um contraste, por isso muita gente disse que ele roubou o filme. Nicholson, por sinal, ficou rico pelo papel.

Cesar Romero

Foto por: Divulgação
Descrição da foto: Cesar Romero como Coringa
Ator latino com carreira na Hollywood dos anos 30 e 40, Romero entrou em decadência nos anos 50, quando começou a fazer tevê. Foi na telinha que acabou sendo vilão no seriado do Batman com Adam West entre 1966 e 1968. Seu Coringa, totalmente histérico, ainda hoje é lembrado com carinho.


Receba notícias diretamente em seu e-mail! Clique aqui e inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.