Publicidade
Esportes França

Neymar é suspenso por dois jogos por briga com o zagueiro Álvaro González

Atacante brasileiro recebeu punição da Liga de Futebol Profissional da França, que também vai investigar suposto racismo do defensor do Olympique de Marselha

Por Estadão Conteúdo
Publicado em: 16.09.2020 às 18:56

Neymar pegou dois jogos de suspensão por agressão a González no Campeonato Francês Foto: Reprodução/Twitter PSG
A Liga de Futebol Profissional da França (LFP), que organiza o Campeonato Francês, anunciou nesta quarta-feira (16) a punição de dois jogos ao brasileiro Neymar por conta da confusão com o zagueiro espanhol Álvaro González, do Olympique de Marselha, durante o duelo com o Paris Saint-Germain disputado no último domingo (13).

O craque brasileiro foi expulso no clássico francês após dar um tapa no defensor rival após confusão no segundo tempo. Neymar chegou a reclamar com um dos árbitros da partida de ofensas raciais vindas de González. "Racismo No", protestou o brasileiro quando argumentava com os juízes.

Por conta das acusações do camisa 10 do PSG, a LFP divulgou que também irá abrir uma investigação para averiguar os insultos racistas de González. Além dos dois jogos de gancho, Neymar também foi punido com um terceiro, que só será cumprido caso o brasileiro se envolva em qualquer outro problema disciplinar nas próximas dez partidas organizadas pela entidade.

O brasileiro foi um dos cinco jogadores expulsos nos momentos final do clássico, em que o PSG perdeu por 1 a 0 para Olympique de Marselha, na 3ª rodada do Campeonato Francês. Neymar deu um leve golpe na cabeça do defensor espanhol, a quem acusou de racismo naquela partida.

Ángel Di María, por sua vez, foi convocado para a próxima reunião da Comissão Disciplinar da LFP, no dia 23 de setembro, por cuspir em direção ao Álvaro no mesmo jogo tenso de domingo.

Um novo episódio da briga entre Neymar e Álvaro González pode sugerir que o atacante brasileiro tenha feito ofensas homofóbicas ao zagueiro espanhol. O jornal espanhol "Gol" divulgou um vídeo com leitura labial e legendas da discussão entre eles que mostra a possível discriminação por parte do camisa 10 parisiense. "P... Maricón" teria sido a ofensa de Neymar a González pouco antes das reclamações do astro brasileiro para um dos árbitros da partida em que diz "Racismo No". A LFP não fez menção a este trecho do vídeo ao anunciar a punição ao brasileiro.

Sem Neymar, PSG sofre, mas consegue a primeira vitória no Campeonato Francês

Sem Neymar, que cumpriu suspensão pela expulsão sofrida diante do Olympique de Marselha, o Paris Saint-Germain obteve sua primeira vitória no Campeonato Francês, nesta quarta-feira (16), diante do Metz, por 1 a 0, em duelo válido pela terceira rodada. Com o triunfo, o atual campeão francês e vice europeu quebra uma sequência de três derrotas consecutivas - uma diante do Bayern de Munique na decisão da Liga dos Campeões e duas pelo torneio nacional.

Apesar da vitória, o PSG ocupa apenas a 15ª colocação, com três pontos, enquanto o Metz continua sem pontuar, juntamente com Dijon e Strasbourg. Rennes, Monaco e Lille lideram com sete pontos.

O jogo no Parque dos Príncipes, que teve a presença de cinco mil torcedores, foi um duelo do ataque do PSG contra a defesa do Metz. O problema é que o time do técnico alemão Thomas Tuchel, que não contou também com Mbappé (Covid-19), Paredes e Kurzawa (suspensos), fixou quase todas as suas jogadas pelo lado esquerdo com Di Maria. O argentino tentou de todas as formas, fez 12 cruzamentos e finalizou cinco vezes, mas não teve boa cooperação de seus companheiros de equipe.

Com isso, o PSG alçou muitas bolas na área, facilitando o trabalho da zaga adversária. Os poucos rebotes foram desperdiçados, com chutes sem direção. A melhor oportunidade no primeiro tempo foi do alemão Drexler, que, diante do goleiro, bateu fraco na bola e permitiu a defesa.

O segundo tempo teve panorama um pouco diferente, com o Metz assustando em alguns contra-ataques. A situação do PSG ficou mais complicada quando Diallo foi expulso, aos 19 minutos. Mesmo assim o time da casa foi melhor, mesmo quando Bernat saiu de campo machucado, deixando a equipe com nove jogadores.

O gol só foi sair aos 48 minutos, após mais uma jogada de Di Maria. O goleiro Oukidja desviou o cruzamento e a bola sobrou para Draxler fazer o único gol do jogo e tirar a pressão sobre a equipe de Paris.


Receba notícias diretamente em seu e-mail! Clique aqui e inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.