Publicidade
Esportes Tênis

Djokovic vence confronto direto contra Zverev e avança à semifinal do ATP Finals

Semifinais ficaram definidas, Djokovic encara Dominic Thiem e Daniil Medvedev enfrenta Rafael Nadal

Publicado em: 20.11.2020 às 21:38 Última atualização: 20.11.2020 às 21:41

Número 1 do mundo, o sérvio Novak Djokovic se garantiu nas semifinais Foto: Ella Ling/ATP Tour
Número 1 do mundo, o sérvio Novak Djokovic conseguiu nesta sexta-feira (20) a quarta e última vaga das semifinais do ATP Finals, torneio em Londres que reúne os melhores tenistas da temporada. Em um confronto direto pela segunda colocação do Grupo Tóquio 1970, ele levou a melhor contra o alemão Alexander Zverev, atual sétimo colocado do ranking e campeão do torneio em 2018, ao vencer por 2 sets a 0 - com parciais de 6/3 e 7/6 (7/4), após 1 hora e 36 minutos.

CONTEÚDO ABERTO | Leia todos os conteúdos sobre coronavírus

Com esse resultado, as semifinais ficaram definidas. Djokovic medirá forças contra o austríaco Dominic Thiem, terceiro do mundo, em uma reedição da final do Aberto da Austrália deste ano, enquanto que do outro lado o russo Daniil Medvedev, número 4 do ranking, que ainda nesta sexta-feira encerra a sua participação na fase de grupos contra o argentino Diego Schwartzman, enfrentará o espanhol Rafael Nadal, vice-líder.

Essa será a segunda vez em 30 anos que o Top 4 do ranking se enfrenta nas semifinais do ATP Finals. A última aconteceu em 2004 com o suíço Roger Federer (1.º), o norte-americano Andy Roddick (2.º), o australiano Lleyton Hewitt (3.º) e o russo Marat Safin (4.º). Antes disso, os quatro melhores do mundo também se reuniram nas semifinais do Finals de 1990, quando passaram da fase de grupos o sueco Stefan Edberg (1.º), o alemão Boris Becker (2.º), o checo naturalizado americano Ivan Lendl (3 º) e o americano Andre Agassi (4.º).

Eliminado ainda na fase de grupos no ano passado, Djokovic vai disputar a sua nona semifinal na competição e segue em busca do recorde de conquistas. Ele já venceu o torneio cinco vezes e mantém o sonho de igualar a marca de Federer, que já levantou a taça em seis oportunidades diferentes. E sabe das dificuldades que encontrará contra Thiem.

"Obviamente que ele (Thiem) começou sua carreira jogando melhor no saibro, mas sendo um grande jogador, que treina muito e pé dedicado, Dominic encontrou seu 'A' em outros pisos. Seu primeiro Grand Slam veio em quadras duras esse ano em Nova York (no US Open). Joguei contra ele aqui no ano passado e perdi por 7/6 no terceiro set. Foi uma partida emocionante. Espero que façamos novamente um grande jogo, mas que desta vez tenha um final diferente", disse Djokovic na entrevista pós jogo, ainda em quadra.


Mais praticidade no seu dia a dia: clique aqui para receber gratuitamente notícias diretamente em seu e-mail!

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.