Publicidade
Esportes | Novo Hamburgo Bravo, Noia!

Anilado é gigante contra o Grêmio e cai de pé na semifinal do segundo turno do Gauchão

"Não é qualquer equipe que vem na Arena e joga de igual para igual com o Grêmio", ressaltou o técnico Márcio Nunes

Por Gustavo Henemann
Publicado em: 02.08.2020 às 21:50 Última atualização: 03.08.2020 às 16:10

Noia lutou bravamente contra o Grêmio, mas acabou derrotado por 4 a 3 na Arena Foto: João Goularte/ECNH
Se o técnico Márcio Nunes tivesse mais tempo para preparar a equipe, a história poderia ser outra. O Novo Hamburgo foi a última equipe a iniciar as atividades e teve cerca de 10 dias apenas para ajeitar a casa para a retomada do segundo turno do Campeonato Gaúcho. Neste domingo (2), o Anilado mostrou ser gigante contra o Grêmio, na Arena, em Porto Alegre. O time foi aguerrido, não se entregou mesmo com 2 a 0 para os donos da casa, e demonstrou todo seu poder de reação diante do badalado grupo de Renato Portaluppi. O Anilado foi derrotado por 4 a 3, mas caiu de pé. 

O treinador Márcio Nunes ressaltou a entrega dos atletas e toda a superação por conta do desgaste físico do elenco. O comandante ainda disse que ficou o gosto amargo de não ter conseguido a classificação à final da Taça Francisco Novelleto Neto. "Fica o gosto do algo a mais, do lamento de ter tomado o gol no finalzinho. Mas tenho que louvar o meu grupo, o trabalho sensacional que foi feito aqui. Não é qualquer equipe que vem na Arena e joga de igual para igual com o Grêmio. A direção do Novo Hamburgo está de parabéns. O que fizemos aqui hoje foi gigante, louvável, de muito respeito. E aquilo que falei no vestiário na oração, e desde que cheguei eu falava, que confiava no grupo, sabia dos atletas que tínhamos aqui. Implantei as minhas ideias, mesmo com pouco tempo de trabalho, aquilo que eu pensava como modelo de jogo, e eles compraram essa ideia. Fomos a última equipe a se apresentar, o desgaste era nítido, os jogadores se doaram ao máximo", enfatizou Nunes. 

E vale destacar, o Noia atingiu dois objetivos que foram traçados antes do retorno do futebol em meio à pandemia de coronavírus. Depois de ter sido inclusive lanterna no primeiro turno, o clube deu a volta por cima, evitou as duas últimas colocações na tabela geral do Gauchão - não vai dividir as cotas da Federação Gaúcha de Futebol em 2021 -, e ainda chegou à semifinal da Taça Francisco Novelleto Neto. E contra o Grêmio, foi uma despedida de luxo. 


Mais praticidade no seu dia a dia: clique aqui para receber gratuitamente notícias diretamente em seu e-mail!

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.