Publicidade
Botão de Assistente virtual
Esportes | Novo Hamburgo EM SÃO LEOPOLDO

No Clássico do Vale 95, Aimoré e Noia empatam sem gols pela Copinha

Em duelo na noite desta quarta-feira (13), no Cristo Rei, faltou efetividade às equipes para colocar a bola na rede

Por Gustavo Henemann
Publicado em: 13.10.2021 às 22:37 Última atualização: 14.10.2021 às 07:19

No Clássico do Vale 95, Aimoré e Novo Hamburgo não saíram do 0 a 0 na noite desta quarta-feira (13) no Estádio Cristo Rei, em São Leopoldo, pela 5ª rodada da Copa FGF - Troféu Dirceu de Castro, e frustraram a expectativa dos torcedores nas arquibancadas de ver bola na rede. Com o resultado, o Índio Capilé segue líder isolado do Grupo B, agora com 13 pontos, e o Noia continua na segunda posição, e chega aos 10 pontos.

Anilado e Índio Capilé criaram chances, mas não conseguiram balançar a rede ontem
Anilado e Índio Capilé criaram chances, mas não conseguiram balançar a rede ontem Foto: Diego da Rosa/GES

O confronto começou bastante truncado, com forte marcação imposta por ambas as equipes. Apesar de atuar fora de casa, o Noia teve mais iniciativa nos primeiros minutos, porém o Aimoré tomou conta do jogo no decorrer da primeira etapa. Embora tenha tido mais posse de bola e volume, o Índio Capilé não conseguiu ser efetivo. Já o Noia, que pareceu mais preocupado com seu setor defensivo - que teve a baixa de última hora do zagueiro Micael por desconforto muscular -, em esporádicos contra-ataques tentou alguma coisa.

As melhores chances saíram em chutes de longa distância. Pelos aimoresistas, Araújo e Denoni levaram perigo nos arremates ao goleiro Maticoli. Já pelo Anilado, Júnior Timbó também tentou arriscar de longe, mas à esquerda de Luiz Henrique.

Depois do intervalo, a equipe do técnico Rafael Lacerda colocou pressão no time de Edinho Rosa. Aos 3min e 5min, Wesley teve duas boas oportunidades de abrir o placar, mas parou em excepcionais defesas de Maticoli. Mas o trabalho do arqueiro anilado não parou aí. Aos 7min, ele defendeu o chute de Denoni e também o rebote de Isaías.

O Anilado respondeu apenas aos 15min, quando Luan Santos recebeu na ponta direita e arriscou chute cruzado na rede pelo lado de fora. Aos 21min, após cobrança de falta, Luan Santos escorou e Kesley completou de cabeça, mas a bola foi no poste. No banco de reservas, a comissão técnica anilada chegou a comemorar o gol. Aquém do esperado, o clássico 95 findou zerado e com um ponto para cada lado.

Na próxima rodada da Copinha, o Aimoré recebe o Cruzeiro na quarta-feira (20), às 19 horas, no Cristo Rei. Já o Noia visita o União Harmonia, de Canoas, na próxima quinta-feira (21), às 15 horas, no Estádio Arthur Mesquita Dias, em Sapucaia do Sul.

Treinadores avaliaram resultado

Conforme o aimoresista Rafael Lacerda, ele gostou do desempenho no jogo de ontem. "A frustração fica pelos nossos momentos bons no jogo. O Novo Hamburgo nos atacou apenas em bola parada", afirmou. Já Edinho Rosa destacou que o Noia foi melhor na segunda etapa. "Sentimos um pouco de dificuldade no encaixe de marcação e depois equilibramos a partida. No segundo tempo nos encaixamos melhor. Um ponto importante fora de casa." Em 95 clássicos, este foi o 35º empate entre os rivais. O Noia tem 39 vitórias e o Aimoré 21.

O jogo

Quarta-feira / Estádio Cristo Rei, em São Leopoldo. Árbitro: Eder Zanella, auxiliado por André Peil e Daniel Epping.

Aimoré

Luiz Henrique; Bruno Ferreira, Darlan, Natã e Raphael Soares (Bruno Oliveira); Araújo (Adriano Klein), João Denoni, Paulinho Dias, Maurinho (Isaías) e Wesley; Lucas Silva. Técnico: Rafael Lacerda.

Novo Hamburgo

Lucas Maticoli; Barbieri (Camargo), Islan, Kesley e Higor; Gabriel, Kaio (Lunna), Júnior Timbó (Guedes), Marcio Jonatan (Guto) e Bustamante (Michel Renner); Luan Santos. Técnico: Edinho Rosa.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.