Publicidade
Acompanhe:
NH Hoje
Notícias | Região Região

Eleitores de 12 cidades têm prazo definido para fazer cadastro biométrico

Em alguns municípios, a data para concluir a biometria se encerra ainda este ano

Por Fábio Radke
Última atualização: 03.05.2019 às 07:52

Eleitores de 12 municípios da região ainda precisam procurar os cartórios eleitorais para promoverem o cadastramento biométrico que está em andamento. Para atualizar os dados, têm de apresentar documento de identidade e comprovante de residência na realização do procedimento. Aqueles que perderem o prazo estipulado para sua cidade terão o título eleitoral cancelado. Além das 12 cidades que estão com o processo em andamento, outras seis estão com o processo sem data para começar. Para que não enfrentem filas, os eleitores são orientados a agendar seu atendimento.

Os primeiros vencimentos acontecem em Igrejinha, no próximo dia 4 de setembro, e depois Imbé, em 13 de novembro. Com datas finais em dezembro deste ano estão Campo Bom (dia 11/12), Dois Irmãos (13/12), Estância Velha (11/12), Montenegro (4/12), Osório (11/12), Parobé (11/12), Portão (11/12), Santo Antônio da Patrulha (11/12). Já no próximo ano é a vez de Canela e Sapiranga encerrarem o prazo para o recadastramento, previsto inicialmente para março.

Com o status de "a definir", as cidades de Bom Princípio, Gramado, Novo Hamburgo, São Leopoldo, Taquara e Tramandaí não têm prazos estipulados, entretanto, os seus eleitores já podem realizar o processo. Enquanto os demais 26 municípios, dos 44 da área de abrangência do Jornal NH, já passaram pela biometria.

Os eleitores de Alto Feliz, Araricá, Brochier, Capela de Santana, Feliz, Harmonia, Ivoti, Lindolfo Collor, Linha Nova, Morro Reuter, Nova Hartz, Nova Petrópolis, Pareci Novo, Picada Café, Presidente Lucena, Riozinho, Rolante, Salvador do Sul, São José do Hortêncio, São Francisco de Paula, São José do Hortêncio, São Sebastião do Caí, São Vendelino, Três Coroas, Tupandi e Vale Real já tiveram o prazo concluído e realizaram o recadastramento.

Doze cidades com processo em andamento

Ao todo, doze cidades estão com o prazo de recadastramento em andamento. São elas: Campo Bom, Canela, Dois Irmãos, Estância Velha, Igrejinha, Imbé, Montenegro, Osório, Parobé, Portão, Santo Antônio da Patrulha e Sapiranga. Entre todas elas, a comunidade de Portão é a que apresenta até o momento a menor procura de eleitores junto ao Cartório Eleitoral. Com um total de 23.937 eleitores, apenas 4.363 realizaram o procedimento. O número representa um percentual de apenas 18,23%.

"Talvez seja a questão política do País ou então o fato do Cartório ficar em outra cidade (em São Sebastião do Caí). Estamos fazendo campanha em jornais, divulgação na página no Facebook e em breve vamos passar com um carro de som pela cidade de Portão", afirma o Chefe de Cartório da 11ª Zona Eleitoral, Willys Bezerra, que lamenta a baixa procura. O prazo para os eleitores de Portão já encerra em dezembro deste ano.

Cartório aberto domingo

Em Estância Velha, o Cartório Eleitoral apresenta uma procura abaixo do desejado, o que pode levar a atropelos mais adiante. "O procedimento leva menos de dez minutos. Aqui na cidade, o movimento está aquém do que a gente gostaria. São, em média, 50 eleitores por dia e a meta para evitar atropelos seria de 82 por dia", afirma a chefe de cartório, Detiana Custódio. Quase 20 mil eleitores ainda não realizaram o recadastramento e têm prazo até dezembro para regularizar a situação. Isso representa, por percentual de 44,09% dos eleitores. Somente 15.616 realizaram o processo até a última terça-feira.

Com o objetivo de proporcionar uma data a mais aos eleitores de Estância Velha, o cartório abre as portas nesse domingo para o cadastramento biométrico obrigatório. O atendimento nesta data, das 10 às 17 horas, será somente com o agendamento de horário, que pode ser feito pelo telefone (51) 3561-1837. Os municípios de Ivoti, Lindolfo Collor, Presidente Lucena, ambos da mesma jurisdição eleitoral, já concluíram o processo da biometria.

Plantão em Montenegro

O Cartório Eleitoral de Montenegro terá expediente neste fim de semana para a biometria. A sede fica na Rua Dr. Bruno de Andrade, 1.809. O expediente neste sábado, das 9 às 12 horas e das 13h30 às 17 horas, e domingo, das 13 às 17 horas. Eleitores devem agendar pelo site do TRE/RS (www.tre-rs.jus.br). Os servidores do cartório fazem o alerta que o agendamento evita filas e assegura o atendimento limitado ao horário de expediente. Aqueles que comparecerem sem a hora marcada correm o risco de aguardar em filas e, inclusive, não conseguir atendimento no dia, caso a procura seja superior ao ofertado dentro do horário de expediente.

Prazo a definir em 6 cidades

Um total de seis cidades está entre aquelas em que o recadastramento ainda não é obrigatório e o prazo está a se definir. O grupo é composto por Bom Princípio, Gramado, Novo Hamburgo, São Leopoldo, Taquara e Tramandaí. Novo Hamburgo, que tem 180.981 eleitores, até terça-feira, somente 52.908 realizaram o procedimento. Isso representa um percentual de 29,23%, que optaram em antecipar o recadastramento que vem sendo feito no Município desde 2015. Em razão de critérios já pré-estabelecidos pelo Tribunal Eleitoral, a data será dentro do ano de 2022 e não deverá ter prorrogação.

Segundo a chefe de cartório da 76ª Zona Eleitoral, Angela Menezes, a equipe está hoje estruturada para atender até 200 pessoas ao dia. "A gente tem sempre procurado chamar a população para não deixar para a última hora. Diante da procura baixa, já fomos divulgar em escolas e através de panfletos", declarou, lembrando que o procedimento inclusive pode ser agendado no horário do meio-dia às 19 horas.

Angela faz outro alerta importante quanto ao ano limite para o recadastramento em Novo Hamburgo. "O ano de 2022 é um ano eleitoral, em razão disso, ficamos meio ano sem atender o público devido à eleição. Isso pode representar um transtorno bem grande para quem deixar para última hora", comenta.

Risco de título cancelado

Eleitores que não fizeram a biometria devem comparecer à Justiça Eleitoral durante o período determinado para não terem o título cancelado. Os prejuízos disso, segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), são o impedimento de matrícula em instituição de ensino superior e de prestação de concurso, colação de grau, obtenção de passaporte, financiamento em instituição financeira pública e inviabilidade de regularização do CPF perante a Receita Federal do Brasil. A orientação dos profissionais dos cartórios eleitorais é agendar anteriormente o atendimento no site www.tre-rs.jus.br a fim de evitar espera em filas.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.