Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | País Fique de olho

Anvisa proíbe venda de lote de extrato de tomate por 'matéria estranha'

Conforme a resolução, empresa deve recolher todas as unidades de lote específico do produto Elefante

Publicado em: 30.05.2016 às 11:38 Última atualização: 30.05.2016 às 11:42
Foto: Divulgação
Lote do extrato de tomate Elefante foi interditado pela Anvisa
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu em todo o País a venda do lote L011810, com validade em 7 de outubro de 2016, do extrato de tomate Elefante, produzido pela Cargill Agrícola S/A. A decisão foi publicada nesta segunda-feira (30) no Diário Oficial da União.
De acordo com a resolução, foi detectada "matéria estranha indicativa de risco à saúde humana acima do limite máximo de tolerância pela legislação vigente". Além disso, a empresa deve recolher todas as unidades do lote já distribuídas ao mercado. A norma vale a partir de hoje.
Em 2014, outro lote do extrato de tomate Knorr - Elefante também foi interditado pela Anvisa, por presença de pelos de roedor acima da tolerância estabelecida (1 em 100g). Na época, a agência informou que o produto "obteve resultados insatisfatórios nas análises de rotulagem e de matéria estranha macroscópica e microscópica".
Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.