Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Canoas CANOAS

Polícia descobre apartamento usado para torturar homens encontrados mortos em porta-malas

Crime aconteceu no início de maio. No carro, além dos dois mortos, havia uma terceira vítima ferida. IGP irá analisar marcas de sangue identificadas no imóvel encontrado durante operação nesta terça-feira

Por Juliano Piasentin
Publicado em: 24.05.2022 às 12:48

A Polícia Civil descobriu, durante buscas na manhã desta terça-feira (24), um apartamento em Canoas apontado como o cativeiro onde três homens foram torturados e espancados no começo do mês. As vítimas foram encontradas amarradas dentro do porta-malas de um Volkswagen Gol abandonado na Estrada do Nazário, no limite entre os municípios de Canoas, Esteio e Cachoeirinha. Duas estavam mortas e uma ferida.

O imóvel descoberto pela Polícia, que fica em um condomínio residencial popular no bairro Guajuviras, estava vazio, mas apresentava indícios de que algum crime teria acontecido no local. O delegado Robertho Peternelli, titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DPHPP) de Canoas, explica que foram encontrados “objetos de uso pessoal, rastros de sangue e uma situação bem precária”.

Agentes do Instituto-Geral de Perícias (IGP) fizeram a coleta de possíveis provas. “As perícias devem demorar de 20 a 40 dias para ficar prontas. Enquanto isso, seguimos a investigação para descobrir os envolvidos no crime", explica o delegado.

A motivação ainda não foi esclarecida, mas a Polícia suspeita que o crime possa envolver alguma facção.

Mulher presa e apreensão de R$ 18 mil

Durante a Operação Tríplice Fronteira, foram cumpridas 13 ordens judiciais, sendo 12 mandados de busca e apreensão e um de prisão preventiva. Uma mulher foi presa em Guaporé. As buscas também foram feitas na Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc), nos municípios de Canoas e Porto Alegre.

Em uma casa no bairro Guajuviras, a Polícia Civil encontrou a quantia de R$ 18 mil. O morador negou envolvimento com o crime. “Ele disse que o obrigaram a guardar o dinheiro. Essa é uma prática comum e já o ouvimos como testemunha”, afirmou Peternelli.

Veículo com placas de Imbé

Sobre o veículo em que as vítimas foram encontradas, o delegado confirmou que ele estava em nome de uma mulher, moradora do litoral norte, no entanto não há certeza sobre o envolvimento dela no crime. “Ela será ouvida, porém, muitas vezes, as pessoas vendem o carro e acabam não transferindo a propriedade”, diz o delegado.

O filho da proprietária possui antecedentes por organização criminosa, ainda assim não é considerado como um dos principais suspeitos. “A ocorrência em que ele foi citado teve o envolvimento de outras 20 pessoas, não podemos afirmar se participou, também será procurado e ouvido”, concluiu.

Identificação das vítimas

As vítimas fatais foram identificadas como Maximiliano Correa Rodrigues, 32 anos, e Jair André de Quadros Figueira, 40. O ferido é um homem de 25 anos, que não teve a identidade revelada. Ele segue em coma em hospital.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.