Publicidade
Notícias | Especial Coronavírus Luto

Professor da Feevale, Moisés de Mattos Dias, morre em decorrência da Covid-19

No campo da pesquisa, Dias trabalhava na elaboração de um veículo elétrico com geração de energia híbrida, projeto pioneiro no país

Publicado em: 03.03.2021 às 15:54 Última atualização: 03.03.2021 às 16:19

Moisés de Mattos Dias faleceu nesta quarta-feira, 3, em decorrência da Covid-19 Foto: Divulgação
Faleceu nesta quarta-feira (3), com a idade de 56 anos e em decorrência da Covid-19, o professor da Universidade Feevale, Moisés de Mattos Dias. Ele iniciou sua trajetória em 2002 na Instituição, vinculado ao curso de Engenharia Eletrônica.

Posteriormente, assumiu atividades de pesquisa, passando a compor o corpo docente do então mestrado em Tecnologia de Materiais e Processos Industriais que, em 2018, passou a ser Programa de Pós-graduação, por meio da aprovação do doutorado.

Dias se graduou em Engenharia Elétrica (1991) e mestrado (1996) e doutorado (1999) em Engenharia de Minas, Metalúrgica e de Materiais (1999) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Foi precursor, na Feevale, no desenvolvimento dos estudos na área de Energias Renováveis (solar, eólica e biomassa) e Sistemas Híbridos para Geração de Energia, razão pela qual coordenava o grupo de pesquisa em Energias Renováveis e Eficiência Energética que, entre outros projetos, desenvolveu um sistema híbrido de geração de energia no Câmpus II da Instituição. Atualmente, trabalhava na elaboração de um veículo elétrico com geração de energia híbrida, projeto pioneiro no país.

Ao longo destes anos, realizou mais de 30 projetos de pesquisa, publicou mais de 50 artigos e centenas de trabalhos em eventos e outros meios de comunicação científica. Formou dezenas de alunos em nível de mestrados e doutorado, iniciação científica e de graduação. A Universidade Feevale/Aspeur lamentou a perda do professor, que era muito admirado pelos estudantes. A Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Extensão (Proppex) e os cursos de Engenharia também se manifestaram. "Nesses tempos difíceis que atravessamos desde o início de 2020, mantivemos contato on-line com o professor Moisés, com o mesmo espírito de amizade e dedicação com que ele sempre atuou", afirmaram.


Receba notícias diretamente em seu e-mail! Clique aqui e inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.