Publicidade
Notícias | Gravataí Desligamentos

Pirelli inicia demissões e prepara fechamento da fábrica em Gravataí

Empresa anunciou no ano passado que deixará planta o município gaúcho e concentrará produção em São Paulo

Por Rodrigo Becker
Última atualização: 01.07.2020 às 12:16

A Pirelli começou nesta quarta-feira (1) as demissões em sua unidade de Gravataí que será fechada até o final do ano. O encerramento das atividades na fábrica gaúcha, que já foi a maior produtora de pneus para bicicletas de toda a América Latina no início dos anos de 1980 e hoje produz pneus para motocicletas, foi confirmado pela empresa em junho do ano passado.

CONTEÚDO ABERTO | Leia mais sobre o novo coronavírus

De lá para cá, uma série de tratativas foram abertas entre o Sindicato dos Trabalhadores da Borracha, o Governo do Estado, a Prefeitura e representantes da multinacional no sentido de reverter a posição. No entanto, a Pirellli - que hoje é controlada por empresas chinesas -, confirmou no início do ano que vai concentrar a produção de pneus nacionais em sua fábrica de São Paulo. Um acordo com o sindicato segurou até agora as demissões, mas o processo acabou voltando à prioridade da empresa no final do mês de junho.

Hoje, pelo menos 150 receberam o comunicado de demissão. Outros 850 seguem trabalhando, mas devem ser dispensados por etapas até dezembro. O Sindicato dos Trabalhadores da Borracha deve se manifestar sobre o caso até o final da manhã desta quarta-feira.

Mercado Livre desistiu de Gravataí

Há poucos dias, a empresa Mercado Livre anunciou a desistência de instalar um Centro de Distribuição em Gravataí. A gigante do e-commerce já havia até iniciado a contratação dos 500 funcionários que trabalhariam no local. A empresa está em negociação com Santa Catarina.


Mais praticidade no seu dia a dia: clique aqui para receber gratuitamente notícias diretamente em seu e-mail!

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.