Publicidade
Acompanhe:
NH Hoje
Notícias | Mundo Tragédia no ar

Avião com 157 pessoas cai seis minutos após decolagem na Etiópia

Segundo emissora estatal, todos os passageiros e tripulação morreram

Por Estadão Conteúdo
Última atualização: 10.03.2019 às 10:49

Foto por: Michael TEWELDE / AFP
Descrição da foto: Não há sobreviventes em queda de avião da Ethiopian Airlines
Um avião da companhia Ethiopian Airlines, com 157 pessoas a bordo, caiu na manhã deste domingo (10), informou a companhia aérea. A aeronave, que caiu seis minutos após a decolagem, se deslocava da capital etíope Adis Abeba a Nairóbi, capital do Quênia. A emissora estatal da Etiópia, EBC, disse que todos as 157 pessoas que estavam a bordo na aeronave estão mortas

Segundo a imprensa estatal, na aeronave havia passageiros de 33 nacionalidades. Até o momento, não há informações sobre a lista de passageiros e membros da tripulação. Segundo um porta-voz da companhia aérea, entre os mortos estão 32 quenianos e 17 etíopes. Familiares de passageiros aguardam informações no aeroporto de Bole.

Ainda não foram divulgadas as causas deste acidente com o avião modelo Boeing 737, com 149 passageiros e oito membros de tripulação, segundo a companhia aérea. O operador de tráfego aéreo do país disse que a aeronave apresentou velocidade vertical instável após a decolagem e que a visibilidade parecia estar clara.

Foto por: Yasuyoshi CHIBA / AFP
Descrição da foto: Jonny Andersen diretor do Kenya Airport Authority e o ministro dos Transportes no país James Macharia em coletiva sobre o acidente

A Ethiopian Airlines confirmou que a aeronave caiu seis minutos depois de decolar do aeroporto internacional de Adis Abeba às 8h44 (horário local, 2h44 em Brasília), na altura da cidade de Bishoftu, informou em comunicado. "Neste momento, as operações de busca e resgate estão em andamento e não temos informação confirmada sobre possíveis sobreviventes nem vítimas", afirmou no texto a companhia, que é a maior operadora aérea da África. A empresa disse ainda que o avião era novo e que foi incorporado as suas operações em novembro do ano passado.

O Escritório do primeiro-ministro etíope, Aby Ahmed, expressou "suas mais profundas condolências às famílias daqueles que perderam seus entes queridos. Ele considera que a queda tenha deixado vários mortos", segundo lamentou via Twitter. O presidente do Quênia, Uhuru Kenyatta, disse que muitos quenianos "se preparam para o pior".

O avião, com número de voo ET302, tinha previsto aterrissar no aeroporto internacional de Nairóbi Jomo Kenyatta às 10h25 local. (Equipe AE com Agências Internacionais)

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.