Publicidade
Notícias | Mundo Tragédia

Passa de 15 o número de mortos após terremoto atingir a Albânia; no momento, mais de 600 estão feridos

Um dos países mais pobres da Europa vive seu caos desde a madrugada desta terça-feira, com prédios destruídos, pessoas soterradas por escombros e aulas canceladas

Última atualização: 26.11.2019 às 12:36

Prédios derrubados e pessoas soterradas por escombros em várias cidades. Durres e Thumane, foram afetadas pelo terremoto, assim como a Tirana (a capital da Albânia). Este é o cenário do país mais pobre da Europa na manhã desta terça-feira (26). Conforme a Folha de S.Paulo, a informação que se tem é que, até o momento, 16 pessoas morreram e outras 600 estão feridas.

O sismo, de 6,4 graus de magnitude, ocorreu às 4 horas no horário local (meia-noite horário de Brasília) nas proximidades do Mar Adriático, a cerca de 30 quilômetros de distância de Tirana, capital albanesa, e a 10 quilômetros de profundidade, conforme o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS). Ainda conforme o sismólogo albanês, Rrapo Ormeni, este é o terremoto mais intenso na região de Durres desde 1926.

O tremor de terra também foi sentido na região dos Bálcãs, em Sarajevo ( a 400 quilômetros do local), na Bósnia e em Nova Sad (a quase 700 quilômetros), na Sérvia, e na região da Puglia, sul italiano. Na Albânia, diversos edifícios desabaram e pessoas ficaram soterradas nos escombros. As escolas cancelaram as aulas nesta terça-feira.


Receba notícias diretamente em seu e-mail! Clique aqui e inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.