Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Mundo SAÚDE

OMS monitora casos de hepatite aguda desconhecida em crianças e jovens

Há notificações em 13 países. Embora a síndrome atinja pacientes de até 16 anos de idade, maioria dos casos se concentra na faixa de 2 a 5 anos

Por Por Renata Okumura/Estadão Conteúdo
Publicado em: 24.04.2022 às 15:59 Última atualização: 24.04.2022 às 16:02

Autoridades internacionais investigam o aumento de casos de hepatite aguda de origem desconhecida em crianças e jovens de até 16 anos. Relatadas inicialmente no Reino Unido até 8 de abril - onde ainda se concentram mais de cem casos - as notificações já atingem outros países da Europa, além dos Estados Unidos e Israel.

Até sexta-feira (21), eram pelo menos 169 casos em ao menos 13 países, segundo o último boletim divulgado no sábado (22) pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Pelo menos uma morte foi relatada, porém, não há detalhes sobre o histórico da vítima.

Além do Reino Unido e Irlanda do Norte (114), foram notificados casos na Espanha (13), em Israel (12), nos Estados Unidos (9), na Dinamarca (6), na Irlanda (menos de 5), na Holanda (4), na Itália (4), na Noruega (2), na França (2), na Romênia (1) e na Bélgica (1).

Até o momento, 17 crianças necessitam de transplante de fígado. Conforme a OMS, a hepatite é uma inflamação que atinge o órgão, causada por uma variedade de vírus infecciosos (hepatite viral) e agentes não infecciosos. A infecção pode levar a uma série de problemas de saúde, que podem ser fatais.

Os vírus comuns que causam hepatite aguda (vírus da hepatite A, B, C, D e E) não foram detectados em nenhum desses casos.

Embora a síndrome atinja pacientes de até 16 anos de idade, a maioria dos casos está na faixa de 2 a 5 anos. O quadro das crianças europeias é de infecção aguda. Muitos apresentam icterícia, que, por vezes, é precedida por sintomas gastrointestinais - incluindo dor abdominal, diarreia e vômitos -, principalmente em pequenos de até 10 anos. A maioria dos casos não apresentou febre.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.