Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Mundo MISTÉRIO

Polícia investiga morte de 21 pessoas em boate na África do Sul

Jovens teriam participado de uma festa para comemorar o fim dos exames escolares de inverno; nenhum dos corpos apresentava sinais de ferimentos

Por Por Redação, O Estado de S. Paulo
Publicado em: 26.06.2022 às 21:28

A polícia sul-africana investigam a morte de 21 pessoas em uma boate na cidade de East London. Os cadáveres foram encontrados na manhã deste domingo (26). Segundo as autoridades, a maioria das vítimas é jovem e menor de 13 anos. Nenhum dos corpos apresentava sinais de ferimentos. 

Os jovens teriam participado de uma festa para comemorar o fim dos exames escolares de inverno. O jornal local Daily Dispatch informou que os corpos estavam espalhados pelas mesas e cadeiras sem quaisquer sinais visíveis de violência – a possibilidade de briga foi descartada pela polícia. A emissora de TV SABC informou que as mortes resultaram de uma possível debandada em massa do local, mas a causa exata ainda é desconhecida.

Identificação

"Neste momento, não podemos confirmar a causa da morte", disse Siyanda Manana, porta-voz do departamento de saúde. "Vamos realizar autópsias o mais rápido possível para desvendar a causa. As vítimas foram levadas para necrotérios, onde serão identificadas por parentes."

O dono da boate, Siyakangela Ndevu, disse que foi chamado ao local no início da manhã de ontem. "Ainda não sei dizer o que aconteceu. Quando fui chamado, me disseram que o lugar estava muito cheio e algumas pessoas estavam tentando forçar a entrada. No entanto, vamos ouvir o que a polícia diz."

Possibilidades

Nas redes sociais, alguns usuários mencionaram a possibilidade de intoxicação por gás ou um envenenamento coletivo."É assustador e incompreensível perder 20 jovens assim", disse Oscar Mabuyane, chefe do governo da Província de Cabo Oriental, local da tragédia.

Uma garota de 17 anos, que se identificou apenas como Lolly, que mora perto da boate, disse que o local era conhecido como ponto de encontro de adolescentes. "Todo mundo agora quer fechar o lugar, porque eles vendem álcool para filhos menores de idade. Todo mundo está com raiva e triste com o que aconteceu", disse. (COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS)

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.