Publicidade
Notícias | Novo Hamburgo Fenac

Distanciamento, protocolos, sapatos e muitas promoções

Feira da Loucura por Sapatos começou quinta (3) e recebe consumidores em meio a estrutura especial

Por Matheus Beck
Publicado em: 04.12.2020 às 03:00 Última atualização: 04.12.2020 às 08:51

Silvia, Elisa e Vera entre os visitantes em compras na quinta Foto: Inézio Machado/GES/FOTOS Inézio Machado/GES
A tradicional Feira da Loucura por Sapatos abriu as portas nesta quinta-feira (3) em Novo Hamburgo e já recebe visitantes, com várias adaptações por conta da pandemia. Distanciamento entre as lojas, corredores mais amplos e público limitado fazem parte das medidas sanitárias adotadas, que convivem com as costumeiras ofertas e modelos de todos os tipos.

A feira, que conta também com praça de alimentação, funciona das 9 às 20 horas até o dia 13 de dezembro. O espaço possui o selo Turismo Responsável do Ministério do Turismo, que considera as diretrizes internacionais e com validação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Segurança

Em edições anteriores, o diretor-presidente da Fenac, Marcio Jung, afirma que a área já recebeu mais de 20 mil pessoas de maneira simultânea. Com as limitações impostas pela pandemia e atualizações de decreto, a organização estipulou o público máximo de 10% a 15%. Dessa forma, o teto de lotação que será permitido é de 2,5 mil pessoas, na área de quase 30 mil metros quadrados.

"Quando se faz um evento com disciplina e protocolo, ele pode ser feito. E é o que nós estamos dedicados a fazer. Fazer um evento de tal maneira que a gente possa ser referência para outros." Jung salienta que se trata de um local de grande segurança. "A equipe é muito bem treinada e capacitada pra fazer esse evento. Hoje, a feira dentro da Fenac com certeza é um dos lugares mais seguros para se fazer as compras presenciais em qualquer lugar", garantiu.

Público

As entradas e saídas de cada uma das pessoas são registradas no sistema, de forma a possibilitar o rastreamento dos visitantes. De Sapucaia do Sul, no início da tarde de ontem, a cozinheira Ilse Ferreira, 32 anos, acompanhada do esposo, o motorista Marcio Parizi, 35, aproveitava as promoções. "Sempre venho aqui para olhar os preços. Já comprei carteira, bolsa e agora estou buscando um sapato confortável. Entrei, vi que estão bem preocupados e estou me sentindo bastante segura", afirmou Ilse, enquanto circulava pela feira.

Praça de alimentação possui espaçamento maior entre mesas Foto: Inézio Machado/GES/Inezio Machado/GES

Amigas gostaram dos preços e da segurança

A aposentada Vera Martins, 60, a fisioterapeuta Elisa Kpka, 26, e a dona de casa Silvia Simonete, 44, compravam alguns doces pouco após o almoço, já com muitas sacolas. "Os preços estão muito bons", disse Vera. Elisa afirmou que estavam ansiosas para visitar a feira logo no início. "Viemos logo e ao mesmo tempo escolhemos o meio de semana também para a segurança durante as compras", explicou a fisioterapeuta.


Mais praticidade no seu dia a dia: clique aqui para receber gratuitamente notícias diretamente em seu e-mail!

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.