Publicidade
Notícias | Novo Hamburgo EPIs

Escolas municipais de Novo Hamburgo usam verba própria na compra de máscara PFF2

Prefeitura diz que pretende distribuir o modelo para todos professores

Publicado em: 10.05.2021 às 03:00 Última atualização: 10.05.2021 às 08:28

Diretora mostra máscaras PFF2 (à esquerda) e de algodão Foto: Inézio Machado/GES
A retomada do ensino presencial no Estado trouxe à tona a discussão sobre o tipo de máscara mais adequado para proteger do coronavírus. Além da vacinação em massa, entidades que representam os professores vêm cobrando do Estado e das prefeituras que forneçam máscaras do tipo PFF2 - também conhecidas como N95 -, bem mais eficientes que as de pano.

Em Novo Hamburgo, as 89 escolas municipais receberam um lote de máscaras de tecido duplo, de algodão, para a retomada das aulas presenciais a partir de hoje. Cada servidor tem direito a um kit com três máscaras deste tipo para uso ao longo do mês.

No entanto, o Sindicato dos Professores (SindprofNH) considera que a máscara de tecido é menos eficiente que a PFF2 e incluiu o assunto na pauta que levou à aprovação da greve sanitária. A partir de hoje, educadores que aderirem ao movimento não retomarão as atividades presenciais, mantendo apenas as aulas remotas.

Diante da polêmica e do alerta feito mundialmente por especialistas pelo uso das máscaras PFF2, algumas escolas decidiram usar verba própria para compra do equipamento de proteção. É o caso da Emef Professora Adolfina Diefenthäler, no bairro São José. Cada um dos 55 professores receberá duas PFF2 para uso nos próximos dias. O dinheiro saiu da verba emergencial que o governo mandou para as escolas.

De acordo com a diretora Andrea Zimmer, as máscaras enviadas pela Prefeitura são de boa qualidade e protegem contra o vírus, mas diante da circulação de novas variantes e para dar mais segurança aos professores, optou-se pela aquisição especial. "A compreensão sobre o tipo de máscara mais adequado foi mudando nos últimos meses e tivemos que nos adaptar", resumiu Andrea.

Além das máscaras mais eficientes, a verba emergencial destinada à Emef Professora Adolfina foi utilizada em melhorias estruturais e na organização para a retomada do ensino presencial. "Deixamos tudo pronto para que professores, alunos e familiares sintam-se seguros para a volta às aulas", concluiu.

'Vamos tentar comprar PFF2', diz secretária

De acordo com a secretária municipal de Educação de Novo Hamburgo, Maristela Guasselli, as máscaras com dupla camada de tecido distribuídas para todas as escolas são parte de uma compra feita ainda no ano passado, já visando a retomada que estava prevista para o início de março. “Quando fizemos o processo interno para compra pedimos as máscaras do modelo PFF2, mas o setor de licitações informou que elas eram específicas para o pessoal da saúde e comprou as de tecido duplo, que também são boas. Agora vamos distribuir as que temos e pedir um novo lote. Vamos tentar comprar PFF2”, assegurou ela no fim da semana passada.

De acordo com Maristela, cada máscara de tecido saiu por 95 centavos (modelo infantil) e 73 centavos (modelo adulto). Cerca de 10 mil unidades já foram distribuídas às escolas e há garantia de preço para mais 40 mil unidades. Mas trata-se de um “estoque virtual”, o que não impede a compra de um novo modelo.

“Cada professor e aluno está recebendo um kit com três máscaras prontas para uso. Nosso planejamento prevê a entrega de um kit como este a cada mês”, assegurou. A secretária pontua que a falta de uma normativa estadual ou nacional sobre as máscaras mais adequadas no momento acabou dificultando a padronização na hora da compra. “O poder público precisa seguir normas.”

Ainda segundo Maristela, a Prefeitura investiu quase R$ 3 milhões na compra de EPIs e demais equipamentos para garantir um retorno seguro às escolas. “Estamos com tudo pronto”, garante.

É a mais eficiente

Estudo da Universidade de São Paulo (USP) publicado semana passada confirma que máscaras de algodão têm eficiência de 20% a 60% na filtragem de partículas, enquanto que a PFF2 tem eficiência mínima de 94%, segundo classificação da ABNT. A pesquisa apontou que a eficiência da PFF2 chega a 98% de filtragem. A máscara cirúrgica apresentou eficiência de 89% e, a de TNT, de 78%.

 


Receba notícias diretamente em seu e-mail! Clique aqui e inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.