Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Novo Hamburgo NOVO HAMBURGO

Facção usava casa no bairro Canudos como depósito de drogas e armas de fabricação estrangeira

Material, avaliado em mais de R$ 1 milhão, foi apreendido pela Polícia Civil em ação nesta quinta-feira (24); dono do imóvel foi preso

Por Ubiratan Junior
Publicado em: 24.02.2022 às 17:34

Uma residência no bairro Canudos, em Novo Hamburgo, era usada como depósito de armas e drogas por uma facção da região. Na manhã desta quinta-feira (24), a Polícia Civil apreendeu o arsenal - 38 armas de fogo - além de quase 20 quilos de entorpecentes, entre outros itens. O dono da casa, um homem de 38 anos, foi preso.

Mais de 30 armas de fogo foram apreendidas
Mais de 30 armas de fogo foram apreendidas Foto: Polícia Civil
Conforme a Polícia, no local, foram encontrados 31 pistolas calibre 9 mm, de diferentes marcas, dois fuzis calibre .556, duas carabinas automáticas calibre 12, de fabricação turca, uma espingarda calibre 12, dois revólveres calibre 38, 43 carregadores, 1.346 cartuchos de diversos calibres, 7,7 quilos de crack, 11,6 quilos de cocaína, dois coletes balísticos, uma balança de precisão e um veículo Golf.

O prejuízo para o grupo criminoso é estimado em mais de R$ 1 milhão.

“Essas armas são de fabricação argentina, tem várias pistolas Bersa [fabricante de armas de fogo na Argentina] e tem algumas austríacas e americanas. Algumas Taurus têm fabricação brasileira, mas a maioria é de fabricação estrangeira”, detalha o delegado responsável pela investigação, Alexandre Quintão, da 3ª Delegacia de Polícia de Novo Hamburgo.

As armas, segundo a Polícia, entram pelas fronteiras do País, como Foz do Iguaçu, no Paraná, e Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul.

Conforme o delegado, o suspeito preso, cujo nome não foi divulgado, faria parte da facção, que atua na Região Metropolitana de Porto Alegre. Ele seria o responsável por guardar as armas e drogas até que elas fossem solicitadas por alguém. “Eles guardam as armas para comercializar, para vender a outros criminosos, para emprestar quando algum criminoso solicita, para praticar alguma execução de alguma pessoa, para roubo a banco, praticar retomada de território, sequestro, homicídio de desafetos”, elenca Quintão.

A ação, que cumpriu três mandados de busca e apreensão, teve início por volta das 6 horas e, além dos agentes da 3ª DP de Novo Hamburgo, contou com o apoio da 1ª e 2ª Delegacia de Polícia do Município e da Delegacia de Polícia de Campo Bom.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.