Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Novo Hamburgo Comen

Novo Hamburgo traça estratégia contra drogas

Conselho Municipal definiu eixos de prevenção, combate e tratamento para inspirar as políticas públicas

Por Joceline Silveira
Publicado em: 22.06.2022 às 03:00

Após dois meses de trabalho, membros do Conselho Municipal de Assuntos sobre Drogas de Novo Hamburgo (Comen/NH) apresentaram em plenária os projetos que integram boas práticas em um plano de ação de combate ao uso de drogas. Também é enfocada a valorização de um tratamento humanizado, buscando a reinserção social dos usuários. As medidas passarão a guiar as futuras ações do núcleo.

Comen/NH apresenta plano de ações e projetos
Comen/NH apresenta plano de ações e projetos Foto: Divulgação

Em quase 35 anos de fundação essa foi a primeira vez que os integrantes, após passarem por uma série de três capacitações, elaboraram e apresentaram projetos que poderão se tornar uma política pública municipal.

"Novo Hamburgo, através do Comen, está sendo pioneira ao colocar em prática as recomendações do Plano Nacional de Políticas sobre Drogas, o Planad", destacou a presidente do Conselho, a psicóloga Rosangela Scurssel, que também é especialista em Dependência Química.

Plano

As ações devem seguir até o mês de dezembro, quando ocorrerá plenária e avaliação geral da aplicação dos projetos.

A atuação se dará em quatro eixos: prevenção, tratamento, reinserção e repressão.

Prevenção

No primeiro e mais importante eixo, o da prevenção, o objetivo é evitar a chamada experimentação precoce dessas substâncias e garantir os direitos básicos e as políticas de proteção social para que as crianças e adolescentes não caiam em vulnerabilidade.

Tratamento

Psicólogos de comunidades terapêuticas e outros aparelhos de saúde serão capacitados para tratar dependentes químicos nos equipamentos municipais.

Reinserção

Projeto será desenvolvido no Lótus Centro de Reabilitação, localizado no bairro Boa Vista, com homens entre 18 e 65 anos, que estão em término de tratamento e identificam o retorno aos seus lares de origem como um fator de risco à recuperação. Conforme os conselheiros, este eixo do programa visa reinseri-los ao mercado de trabalho junto a parcerias já iniciadas com algumas empresas.

"A reinserção visa a autonomia, responsabilização, resgate de valores e autoestima, através de um projeto que o insere no mercado de trabalho e também em uma moradia pós-tratamento e durante recuperação", explica Rosangela.

O projeto em um primeiro momento busca atingir um número de oito acolhidos, inicialmente no período de julho. Eles serão auxiliados no mercado de trabalho e com moradia.

Repressão

Este eixo será executado em conjunto pela Procuradoria-Geral do Município (PGM/NH), Guarda Municipal, Brigada Militar e Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas - Draco. Funcionará com a metodologia da pesquisa, estatística, empírica, com análise interdisciplinar dos órgãos públicos que lidam com a repressão às drogas e sua integração.

"Seu público-alvo são os órgãos públicos que combatem as drogas e a sociedade enquanto bem jurídico tutelado pela lei", adianta o assessor jurídico da PGM/NH e conselheiro do Comen, Márcio M. Garcia.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.