Notícias | Eleições 2020 Vote com proteção

Veja quais serão as medidas sanitárias contra Covid-19 adotadas nas eleições de 2020

As eleições municipais ocorrem em 15 de novembro

Por Mayara Morales
Publicado em: 08.09.2020 às 19:23 Última atualização: 11.09.2020 às 16:05

Nesta terça-feira (8), em razão da pandemia de Covid-19, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apresentou o “Plano de Segurança Sanitária para as Eleições Municipais de 2020”, que foi elaborado pela consultoria sanitária formada por especialistas da Fiocruz e dos hospitais Sírio Libanês e Albert Einstein. As medidas determinadas por este plano serão adotadas em todo o País.

O ministro Luís Roberto Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitoral, iniciou o lançamento recapitulando a trajetória da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) referente ao adiamento das eleições municipais de 2020 para 15 de novembro (1º turno) e 29 de novembro (2º turno).

Confira o que muda nas eleições deste ano

Sem biometria
Segundo orientações da consultoria, a biometria aumenta a chance de contágio por coronavírus e por isso, este ano, não teremos o sistema nas zonas eleitorais;

Mudança do horário eleitoral
Antes da pandemia, o horário eleitoral era das 8h às 18h. Este ano, a votação será antecipada em uma hora, assim, ocorre das 7h até às 17h. De acordo com o "Plano de Segurança Sanitária para as Eleições Municipais de 2020", o aumento de uma hora na votação tende a diminuir as aglomerações nas filas. Ou seja, serão 10 horas de votação;

Equipamentos de proteção para mesários e eleitores
O TSE recorreu à iniciativa privada para conseguir os equipamentos de proteção para mesários e eleitores. Segundo o presidente do TSE, isso diminuirá a pressão fiscal sobre o Poder Público. Também ficou acertado a isenção do ICMS dos equipamentos doados pela iniciativa privada para as eleições 2020;

Equipamentos de proteção para mesários
Serão doadas três máscaras e um frasco de álcool em gel para os mesários. As máscaras excedentes serão doadas para eleitores que não estiverem de máscara. Porém, o uso da máscara será obrigatório para que eleitores acessem as zonas eleitorais;

Marcadores de distanciamento
Para orientar o distanciamento social serão colocados marcadores no chão nas zonas eleitorais;

Leve a própria caneta
Também é recomendado que o eleitor leve a própria caneta esferográfica para assinar os documentos necessários na seção eleitoral.

Itens doados pela iniciativa privada

Máscaras descartáveis: 9.726.113
Frasco de 100 mil de álcool em gel para mesários: 2.100.000
Conjuntos de marcadores de chão: 533.170
Face shields para mesários: 1.887.836
1 milhão de litros de álcool em gel para eleitores

Fluxo de votação

Não haverá contato físico entre eleitor e mesário: o eleitor apenas exibirá o documento;
Eleitor deverá usar álcool em gel antes e depois de votar;
Só quem precisar deve pedir comprovante de votação.

Passo a passo da votação

1º passo: entre na seção eleitoral e fique na frente da mesa;
2º passo: mostre seu documento oficial com foto em direção ao mesário;
3º passo: após o mesário ler em voz alta o seu nome, confirme que é você;
4º passo: guarde seu documento;
5º passo: limpe as mãos com álcool gel;
6º passo: assine o caderno de votação;
7º passo: se precisar do comprovante de votação, solicite ao mesário;
8º passo: quando a urna for liberada, dirija-se à cabine de votação;
9º passo: digite os números dos seus candidatos;
10º passo: na saída, limpe as mãos com álcool em gel novamente

Formas de prevenção

Há pessoas com maior risco de quadros graves pela idade, ou condições de saúde para fins do plano, será considerado grupo de maior risco quem tem mais de 60 anos. Também não haverá medição de temperatura nos locais para evitar aglomeração pelo custo-benefício. Aliás, luvas não são recomendadas, mas sim limpeza constante das mãos.

Assim, as formas de prevenção baseiam-se em:

Distanciamento físico;
Proteção sobre a boca e nariz;
Higienização das mãos, objetos e superfícies;
Isolamento de infectados.

Infectados ou suspeitos

Quem tiver febre ou tiver sido diagnosticado com Covid-19 nos 14 dias anteriores à data da eleição, não deve comparecer. Posteriormente, poderá justificar a ausência por esse motivo.

Mesários nesta mesma situação devem avisar à zona eleitoral para que seja substituído.

Medidas para os mesários

Como justificar seu voto

No dia da votação, quem estiver fora do domicílio eleitoral, deve fazer pelo celular, por meio do e-título (georreferenciamento). Excepcionalmente, quem não tiver celular poderá ir a um local de votação.

Em até 60 dias após o pleito, é possível justificar apresentando documentos que comprovem o motivo da ausência.


Mais praticidade no seu dia a dia: clique aqui para receber gratuitamente notícias diretamente em seu e-mail!

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.