Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | País SÃO PAULO

Médico suspeito de deformar narizes de pacientes é afastado de hospitais

Dezenas de pessoas relataram terem sido acometidas por infecções bacterianas após a cirurgia

Publicado em: 05.11.2021 às 16:51 Última atualização: 05.11.2021 às 17:27

O cirurgião plástico especialista em rinoplastia Alan Landecker, acusado por dezenas de pacientes de ter deformado narizes, foi afastado do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, nesta quinta-feira (4). De acordo com o Portal G1, a instituição hospitalar afirmou que abriu uma investigação administrativa com o intuito de esclarecer as denúncias feitas contra o médico. Outros dois hospitais onde Landecker trabalhava, Sírio-Libanês e São Luiz, também o afastaram das atividades e instalaram sindicâncias.

Marília Frank foi uma das pacientes que teve complicações após a cirurgia
Marília Frank foi uma das pacientes que teve complicações após a cirurgia Foto: Divulgação/Arquivo pessoal

Diversas pessoas que passaram por procedimentos com o médico, renomado em sua especialidade, relataram terem sido acometidas por infecções bacterianas após a cirurgia, o que resultou, em alguns casos, em deformações no nariz, perda de olfato e até mesmo perfuração devido ao apodrecimento da pele. Landecker, no entanto, nega as acusações, alegando que os problemas relatados aconteceram devido ao descumprimento das orientações do pós-operatório.

As investigações já foram iniciadas pela Polícia Civil e o Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp).

Casos

Cerca de 30 pessoas que tiveram complicações por conta das infecções se reuniram em um grupo no WhatsApp para trocarem informações sobre os casos. De acordo com o G1, eles alegam que, mesmo após dois anos de terem feito o procedimento estético, ainda não receberam alta e seguem em tratamento. Eles contam ainda que não têm acesso ao prontuário médico

Uma das pacientes de Landecker, a advogada Marília Frank relatou ao G1 que passou pela cirurgia em maio deste ano e, quando tirou o último curativo do nariz, percebeu que "a cartilagem estava podre". Após procurar o médico, ele indicou que ela tomasse analgésico. Ela registrou boletim de ocorrência na delegacia.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.