Publicidade
Acompanhe:
NH Hoje
Notícias | Região Investigação

Saiba os nomes dos outros cinco presos na Operação Egypto

Um deles palestraria em universidade da Serra sobre criptomoedas na última quarta-feira

Última atualização: 25.05.2019 às 13:41

Os nomes dos outros cinco presos no caso da InDeal

Além dos cinco sócios da InDeal presos na manhã da última terça-feira pela Operação Egypto, revelados com exclusividade pelo Jornal NH, a reportagem teve acesso ontem aos outros cinco capturados ligados à empresa acusada de fraudes financeiras. A operação foi deflagrada pelo Ministério Público Federal, Polícia e Receita Federal e Polícia Civil. Um dos presos é o consultor de investimentos Paulo Henrique Godoi Fagundes, 51 anos, que seria palestrante na Universidade de Caxias do Sul (UCS) na última quarta-feira e acabou sendo substituído por outro especialista na área. “Alguém ligou na terça-feira para avisar que ele não poderia palestrar”, confirmou ontem uma funcionária da UCS. O representante do preso não revelou o motivo do cancelamento. Nas redes sociais, Fagundes havia anunciado que faria exposição sobre mercado financeiro digital na Serra.

O outro preso é o empresário Flavio Gomes de Figueiredo, que lida com o chamado marketing de rede. Há ainda três mulheres, esposas dos sócios, segundo a Polícia Federal. Neida Bernadete da Silva, Fernanda de Cássia Ribeiro e Karin Denise Homem também foram acordadas por agentes federais às 7 horas de terça-feira.

OS SÓCIOS

Os dois supostos parceiros da empresa hamburguense e as esposas foram para a carceragem da PF com os sócios. Tássia Fernanda da Paz foi presa no Hamburgo Village Quatro Estações, em Novo Hamburgo, um dos condomínios residenciais mais luxuosos do Vale do Sinos. Já em outro residencial de alto padrão, no bairro Encosta do Sol, em Estância Velha, foi capturado Francisco Daniel Lima de Freitas. Apontada como colaboradora do esquema, a esposa dele foi junto.

O terceiro sócio, Ângelo Ventura da Silva, teria sido pego em sítio no bairro Lomba Grande, em Novo Hamburgo, e o quarto, Regis Lippert Fernandes, em Florianópolis. Por fim, Marcos Antônio Fagundes teria sido encontrado em Novo Hamburgo, em bairro não confirmado.

Um dos presos atuava em marketing de rede

Foto por:
Descrição da foto: Flavio Gomes de Figueiredo em destaque no site da Dinastia
Um dos presos na Operação Egypto, Flávio Gomes de Figueiredo, de Esteio, aparece na Internet como integrante da empresa Dinastia Soluções Financeiras. A empresa iniciou em 1995, com o objetivo de desenvolver um sistema de marketing de rede. No post, Figueiredo conta que está nesta empresa há 17 anos e que ela mudou sua vida. Sem dar detalhes de seu trabalho, estimula os leitores a colocar “em prática diariamente os ensinamentos dos 10 degraus para o sucesso” e conquistar grandes resultados na Dinastia.

Ao todo, são 18 fiscalizados

A Receita Federal está investigando 18 pessoas envolvidas com a InDeal, sendo cinco jurídicas, os sócios da empresa, e mais 13 pessoas físicas. Todos ganharam um prazo de 20 dias para apresentar toda a comprovação de suas atividades financeiras, como extratos de conta corrente, poupança e aplicações financeiras, além de notas fiscais no caso dos sócios.

SAIBA MAIS
Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.