Publicidade
Acompanhe:
NH Hoje
Notícias | Região Saúde

Vacina da gripe só para grupos prioritários na região

Estância Velha, Novo Hamburgo e Sapiranga ainda não atingiram a meta de 90%

Por Susi Mello
Última atualização: 10.06.2019 às 18:52

Foto por: Débora Ertel / Arquivo GES
Descrição da foto: Vacina com foco no público prioritário
Municípios da região ainda buscam cumprir a meta de 90% dos públicos prioritários na vacinação contra a gripe. A Secretaria Estadual de Saúde informou nesta  segunda-feira (10) que Estância Velha, Sapiranga e Novo Hamburgo não atingiram a meta, diferente de Campo Bom, Dois Irmãos, Ivoti e Taquara que alcançaram o resultado esperado. No entanto, os municípios de Novo Hamburgo, Estância, Campo Bom e Estância Velha e Ivoti continuam com doses para aplicar no público prioritário. Sapiranga e Taquara não tem mais doses e nem há previsão de fornecimento pelo Estado.

Segundo a SES, durante a Campanha de Vacinação contra a Gripe, as doses foram ofertadas na rede pública apenas para os grupos prioritários. Com o fim da campanha, dia 31, a vacinação foi aberta para a população em geral até acabarem os estoques nos municípios. A pasta explica que não haverá envio de novas vacinas por parte do Ministério da Saúde. Por isso, nesta etapa, a vacinação fica limitada ao estoque das doses que não foram utilizadas durante a campanha.

A Secretaria Estadual da Saúde orientou os municípios a reservarem doses para atingir a meta de 90% no caso das crianças, grávidas e doentes crônicos. Nos municípios em que a meta foi atingida, não restaram vacinas para a população em geral. O estoque restante depende desse desempenho do município na campanha. Quanto mais próximo da meta preconizada pelo Ministério da Saúde, menos vacinas restantes nos municípios.

Municípios

Em Novo Hamburgo, a vacinação contra a gripe está com o foco em crianças e gestantes. O Setor de Imunizações da Secretaria Municipal de Saúde disponibiliza ainda 2 mil doses para atendimento a esse público prioritário. Segundo o responsável pelo setor de Imunizações do Departamento de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde de Novo Hamburgo, o enfermeiro Edson Silva,a prioridade é para gestantes e crianças, já que para o público em geral encerrarou na última sexta-feira. Ele explica que a vacina deve ser procurada na unidade mais próxima do morador. "Caso não tenha naquele momento, basta aguardar porque terá o fornecimento", destaca Silva.

Em Estância Velha, a enfermeira Eliane Fleck da Secretaria da Saúde, salienta que mais de 88% da meta foi atingida. Ela acrescenta que as doses disponíveis são para para a segunda dose das crianças e para gestantes nos postos de saúde. A enfermeira explica que foram abertos dois sábados para vacinação, uma equipe foi para vacinar em dois lares para idosos, a Vigilância em Saúde esteve no baile dos idosos, além de divulgação por e-mail, carro de som, cartazes e bilhetes para pais nas escolas do município, do Estado e particulares, para as crianças menores de sete anos. A quantidade fornecida para Estância Velha foi para para atender o grupo prioritário.

O município de Sapiranga atingiu um total de 81,55% de cobertura vacinal contra a influenza. Segundo a prefeitura, a meta não foi alcançada pela falta de adesão dos grupos prioritários e não há mais disponibilidade de doses. Como não foram enviadas novas doses pelo Estado, não existe mais possibilidade de imunização.

Dados da SES

Coberturas vacinais
Campo Bom 97,41%
Dois Irmãos 98,36%
Estância Velha 88,40%
Ivoti 91,87%
Sapiranga 81,55%
Taquara 96,96%
Novo Hamburgo 83,09%
Fonte: Secretaria Estadual de Saúde (SES)

Saiba mais

Resfriado e gripe é a mesma coisa?
Não! Embora os sintomas sejam muito parecidos, os vírus que causam a gripe e o resfriado são diferentes. A gripe é uma doença mais grave, que causa febre alta, dores musculares, dor de cabeça, dor de garganta e exige mais cuidados para não evoluir para uma pneumonia. Já o resfriado é mais brando e dura menos tempo. Um dos vírus causadores de síndromes gripais é o vírus Influenza, contra o qual temos a vacina oferecida no período da Campanha Nacional de Vacinação Contra Gripe.

Prevenção

Para redução do risco de adquirir ou transmitir doenças respiratórias, especialmente as de maior chance de infecção, como as causadas pelo vírus Influenza, orienta-se que sejam adotadas medidas gerais de prevenção, chamadas de “etiqueta respiratória”, tais como:
- Lavar e higienizar as mãos com frequência;
- Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talher, copo e garrafa;
- Evitar tocar mucosas do olho, nariz e boca;
- Usar lenço descartável para higiene nasal;
- Ter boa alimentação e beber bastante líquido;
- Evitar contato com pessoas que estejam com sintomas da gripe;
- Manter os ambientes bem arejados.

Quem atingiu a meta

Taquara - De acordo com o Secretário Municipal de Saúde de Taquara, Vanderlei Petry, o município atingiu 97% em vacinação. A
A meta foi alcançada até 31 de maio, quando foi encerrado o período de vacinação dos grupos prioritários. "Acredito que alcançamos a meta devido a uma série de medidas que tomamos como, por exemplo, a montagem de uma unidade móvel, que saiu a vacinar as pessoas do público-alvo pelas ruas do município, além de ir até as localidades do interior, onde as pessoas se reuniam para receber a vacina. Também utilizamos um carro aberto e desfilamos pela cidade no Dia D de Vacinação, como forma de conscientizar as pessoas que ainda não haviam procurado uma unidade básica de saúde mais próxima de sua residência", informou Petry. Ele reforça que não há nenhuma dose disponível em Taquara. Todas as 519 doses que sobraram depois do dia 31 de maio, quando encerrou a vacinação dos grupos prioritários, terminaram no primeiro dia de vacinação do público em geral, no dia 3 de junho. A cidade fez o pedido para o Estado de mais doses. Entretanto, como a meta do público-alvo foi atingida, a Secretaria Municipal de Saúde não sabe quantas doses virão.

Campo Bom - A Secretaria Municipal de Saúde, informa que, a meta de vacinar 90% dos grupos de prioridades, estabelecida pelo Ministério da Saúde, foi ultrapassada no município, atingindo 16.105 pessoas. A secretária de Saúde, Suzana Ambros Pereira destaca que restam somente as segundas doses para as crianças e vacina para as gestantes e não há previsão de recebimento de mais doses do Estado.

Dois Irmãos - A meta chegou a 7.363 doses aplicadas, representando mais 98% dos grupos prioritários. O término da campanha foi no dia 31 de maio, no entanto, gestantes (70,39%) e pessoas com comorbidades (83,37%) não atingiram a meta. Por isso, em torno de 200 doses são destinadas exclusivamente para gestantes e pessoas com comorbidades até atingir a meta, além da segunda dose das vacinas das crianças, conforme orientação da Secretaria Estadual da Saúde. Dois Irmãos não está esperando mais doses, porque o municipio deve guardar as doses restantes até atingir a meta dos 90% das gestantes e pessoas com comorbidades.

Ivoti - Segundo a secretária da Saúde e Assistência Social, Clarice da Silva, a meta de 90% foi alcançada, mas os grupos de criança e de gestante ainda faltam atingir o percentual de 90%. Por isso, segue a vacinação até atingir a meta das crianças entre 6 meses a 5 anos 11 e 29 dias e gestantes, que é de 90% para cada grupo. Ela diz que não se sabe o motivo para não atingir a meta nesse público. Ela reforça que o Estado encaminhou o número de doses para os grupos prioritários. Mantendo a vacinação dos grupos de pessoas com doenças crônicas (que já atingiu a meta), e das crianças e gestantes, foram realocadas 200 doses, que foram aplicadas na população em geral na segunda-feira, dia 3, data em que terminaram as doses. Não há informação de que o Estado irá encaminhar mais doses para Ivoti.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.