Publicidade
Notícias | Região Política

Em primeiro turno, Câmara de Sapiranga aprova redução de 15 para 11 vereadores

Texto original previa diminuição de seis vagas no Legislativo local

Por João Victor Torres
Última atualização: 11.09.2019 às 07:02


Foto por: Inézio Machado/GES
Descrição da foto: Assunto será analisado novamente em Plenário apenas daqui duas semanas
A Câmara de Vereadores de Sapiranga aprovou por unanimidade na tarde desta terça-feira (10), em primeiro turno, a proposta de redução no número de parlamentares da cidade. A medida passará a valer, caso passe igualmente em segunda votação (e obtenha no mínimo dez votos), pois se trata de uma emenda à Lei Orgânica do Município, já nas eleições de 2020. No dia 24 de setembro, a matéria deverá ser discutida novamente em Plenário por parte do Legislativo sapiranguense.

De acordo com a assessora jurídica da Casa, a advogada Simone Ragazzon, entre as duas apreciações é previsto um intervalo de, no mínimo, dez dias. Inicialmente, a proposta de autoria de Antônio Carlos Pinto (PP) previa que a cidade passasse a contar com nove membros no Legislativo.

Só que, uma proposição oral – que contou com dez votos favoráveis e quatro contrários - feita pelo vereador Marcos André Harff (PDT) minimizou os impactos do texto original. O pedetista defendeu que a diminuição era necessária, mas que retirar seis cadeiras da Casa seria uma mudança drástica. Sendo assim, a Câmara entendeu manter uma composição com 11 componentes no Legislativo.

A bancada do Democratas (DEM) votou integralmente contra a emenda, que amortizava a diminuição, e criticou a decisão da maioria. “Gostaria que meus colegas pensassem no bem da comunidade”, frisou Sandro Seixas, o Sandrinho (DEM). Além de Seixas, firmaram entendimento para que a Câmara reduzisse para nove parlamentares a representação do Legislativo os vereadores Diego Lima (DEM), Alvaro Schonardie (DEM) e José Ambrósio Balardin (PTB).

Por outro lado, o primeiro-secretário da Câmara, Lauderi dos Santos, o Dico (PT), afirmou que a proposta para assegurar 11 membros na Casa foi uma espécie de consenso firmado pela maioria dos integrantes. “Esta proposta surgiu, inclusive, durante a audiência pública (realizada semana passada)”, comentou o petista.


Mais praticidade no seu dia a dia: clique aqui para receber gratuitamente notícias diretamente em seu e-mail!

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.