Publicidade
Seu problema

Após queda de carro em cratera, moradores questionam demora nas obras de rua em Estância

Por Bianca Dilly

Fátima e Cedeni estão preocupadas com a situação da via, já que no último domingo um carro caiu em uma das crateras Foto: BIANCA DILLY
Um buraco tão grande que um carro poderia cair dentro. E não é uma metáfora. O caso aconteceu na Rua Amantino Costa, no bairro Sol Nascente, em Estância Velha, na madrugada do último domingo (6). Com obras de canalização há cerca de três meses, moradores reclamam da situação da via.

Segundo a comunidade, além de estar mal sinalizado, o local já poderia estar liberado. "Era para estar pronto há muito tempo. O problema é que eles vêm um dia, trabalham um pouquinho e vão embora. Quando chove, então, ficam dias sem aparecer", explica a autônoma Fátima Santos, 50 anos.

O veículo que caiu em uma das crateras era de um motorista de aplicativo. "Como estava chovendo no final de semana, tinha muito barro na rua. Ele precisou dar a ré, o carro meio que derrapou e acabou caindo", lembra, Fátima. No acidente, ninguém ficou ferido.

Mas estancienses como a dona de casa Cedeni de Moura, 65, estão preocupadas de que algo ainda mais grave possa acontecer. "É triste. As crianças ficam brincando aqui na rua e correm o risco de acabar caindo e se machucar. Não tinha nada direito de sinalização até dar problema com esse carro", destaca.

Fátima ressalta que o fluxo de veículos é grande na rua e que, com as obras, os moradores sofrem com qualquer clima - quando chove, é a lama; quando o tempo está seco, é a poeira.

O que diz a prefeitura de Estância Velha

O secretário de Obras de Estância Velha, André Fleck, informa que a obra não compreende somente a Rua Amantino Costa, mas também trecho da Rua Alecrim. "Até o momento, cerca de 150 metros de canalização já foram concretizados no local, o que, ao final da obra, proporcionará uma captação de água da chuva equivalente a 75% a mais do que a rede atual consegue captar", afirma. Sobre o andamento dos trabalhos, Fleck diz que as obras iniciaram na segunda semana de julho.

"Para a conclusão, ainda restam a implantação das duas caixas coletoras restantes, a compactação do solo em trecho da Amantino Costa e a repavimentação do trecho", diz. A estimativa do secretário é que sejam necessários mais 20 dias úteis para o término. São R$ 26.305,00 de investimento e os profissionais trabalham conforme carga horária. Fleck ainda frisa que o ponto já tinha sinalização, que foi ampliada.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.