Publicidade
Notícias | Região Espírito Jovem

Primeiro passo para aprender é perder o medo da tecnologia

Entrevista Janaína Tenn-Pass / Assistente social e coordenadora do projeto Eu-Cidadão: inclusão digital e cidadania, que foi criado em 2003

Por Alecs Dall'Olmo
Última atualização: 19.10.2019 às 07:00

Entrevista com Janaína Tenn-Pass da Unisinos Foto: Diego da Rosa/GES
O Eu-Cidadão integra as ações no Centro de Cidadania e Ação Social Unisinos. Janaína explica que a capacidade de acesso e de uso da informação é elemento essencial para o desenvolvimento econômico e social. As oficinas são gratuitas. As aulas contam com as monitoras Bárbara Guerini, 27, Tays Katerine Lichs, 28, e Taiana Silva 23, que são voluntárias.

Qual o maior desafio nas aulas?

É perder o medo e com isso romper a barreira que eles carregam relacionada ao computador (tecnologia) e o que ele representa.

E o celular entra nas atividades?

Sem dúvida. As pessoas utilizam mais o celular do que o computador. O computador é algo que muitos não vivenciaram ao longo da vida. Nas aulas utilizamos o computador e proporcionamos noções do uso do celular. Tudo sempre partindo das dúvidas que eles têm, das necessidades deles.

O conteúdo é construído com os alunos?

Sim. Ouvimos as necessidades e isso é importante para a evolução deles nas atividades. Estar sentado na frente de um computador, em uma aula, falando de tecnologia da informação é uma superação. É uma lição para todos, humildade, curiosidade e determinação. Eles vem até aqui aprender, mas ensinam muito.

51%

da população mundial têm acesso disponível à Internet, segundo a ONU.

Computador brasileiro

Patinho Feio é o 1.º computador brasileiro criado em 1972 na Escola Politécnica da USP, no Laboratório de Sistemas Digitais, do Departamento de Engenharia Elétrica.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.