Publicidade
Notícias | Região Alta incidência

Em 16 horas, RS teve mais de 27 mil descargas elétricas

No domingo, jogador de futebol amador morreu atingido por raio e 14 ficaram feridos em Gravataí

Última atualização: 28.10.2019 às 10:46

Raios durante a madrugada de domingo em Canoas, na grande Porto Alegre Foto: @sandrokmuller-Twitter MetSul/Reprodução
Entre a meia-noite e as 16h30 deste domingo (27), foram detectados 27.605 raios no Rio Grande do Sul. Os dados são da Rede Integrada Nacional de Detecção de Descargas Atmosféricas (Rindat), que prevê mais descargas elétricas nos próximos dias.

Entre esta segunda e a quarta-feira, a incidência de raios deve ser grande principalmente no Sul gaúcho e parte do Oeste do Estado.

Ontem, o atleta amador Valdenir Massaia, de 27 anos, morreu e 14 jogadores ficaram feridos após descarga elétrica atingir campo de futebol em Gravataí. 

Maior incidência relacionada ao El Niño

No fim do ano passado, um estudo desenvolvido pelo Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT), do Inpe, já alertava para a maior incidência de raios em 2019, relacionando o fenômeno El Niño. A previsão indicava que a região sul do Brasil teria aumento de cerca de 50% na incidência de raios. A chance de uma pessoa ser atingida diretamente por um raio é muito baixa, sendo em média menor do que 1 para 1 milhão.

Contudo, se a pessoa estiver numa área descampada embaixo de uma tempestade forte, esta chance pode aumentar em até 1 para mil. Entretanto, não é a incidência direta a maior causadora de mortes e ferimentos. As descargas também provocam incêndios e queda de linhas de energia.


Quer receber notícias como esta e muitas outras diretamente em seu e-mail? Clique aqui e inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.