Publicidade
Notícias | Região Investigação

Polícia ainda busca respostas sobre a morte de jovem de Parobé e delegado baleado em SP

Priscila Delgado de Barros foi encontrada morta na noite de terça-feira; o namorado dela, o delegado Paulo Bilynskyj está internado em estado grave

Última atualização: 22.05.2020 às 13:53

Paulo Bilynskyj e Priscila Delgado de Barros treinavam tiro Foto: Reprodução

Quase três dias já se passaram desde o ocorrido em um apartamento do edifício Hill House, na Avenida Prestes Maia, em São Bernardo do Campo, interior de São Paulo. A Polícia Civil ainda busca explicações sobre o que aconteceu na noite do dia 19 de maio, quando Priscila Delgado de Barros,  gaúcha, natural de Parobé, foi encontrada morta dentro do apartamento do namorado, o delegado Paulo Bilynskyj. 

Segundo uma amiga de Priscila, que não quer ser identificada, a jovem era formada em Gestão Financeira pela Universidade Feevale e nunca teria ido a São Paulo com a intenção de ser modelo. "Ela sempre estudou. A família está muito triste. Está muito difícil aceitar", revela.

Informações preliminares dão conta de que uma discussão entre o casal teria terminado em tiroteio. Priscila foi encontrada baleada e faleceu em decorrência dos ferimentos. Já o delegado está internado no Hospital Mario Covas, na vizinha Santo André, e segue em estado considerado grave.A reportagem tenta contato com a casa de saúde, mas, até o momento, sem êxito.

Policial era instrutor e namorada fazia curso de tiro

Paulo é instrutor de tiro e atuava como plantonista em distrito na zona sul de São Paulo e já teve passagem pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa. Priscila fazia curso de tiro. O casal, cujo relacionamento seria recente e estava com casamento marcado para 5 de junho, exibia fotos com armas nas redes sociais.

Priscila, que foi rainha do Festejando Parobé em 2010, morava na cidade do Paranhana desde criança. Era natural de Campo Bom. 

 



Quer receber notícias como esta e muitas outras diretamente em seu e-mail? Clique aqui e inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.