Publicidade
Notícias | Região Florestas

Parques Nacionais de Canela e São Francisco de Paula entram em plano de desestatização do governo

Editais devem ser lançados em julho

Por Estadão Conteúdo
Última atualização: 29.05.2020 às 12:13

Floresta Nacional de Canela está situada a 7 quilômetros do município Foto: Letícia de Lima/GES-Especial
O Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira (29), publicou decreto presidencial que inclui no Programa Nacional de Desestatização (PND) os Parques Nacionais de Canela e de São Francisco de Paula, localizados no Rio Grande do Sul, "para fins de concessão da prestação dos serviços públicos de apoio à visitação, à conservação, à proteção e à gestão das unidades".

Os editais para concessão dos parques deverão ser lançados no mês de julho, conforme informação do deputado federal Lucas Redecker (PSDB) na quarta-feira (27), após reunião com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e com o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

Esses editais deverão ser lançados junto com os editais de concessão dos parques nacionais dos Aparados da Serra e da Serra Geral, em Cambará do Sul, anunciados anteriormente.

Saiba mais sobre os parques

O Parque Nacional de Canela está localizado no bairro Ulisses de Abreu a cerca de seis quilômetros do centro da cidade de Canela e possui área de 557,50 hectares. Destacam-se as matas de araucárias, as lagoas de Tiririca e Xaxins, além das edificações históricas do município. Na análise do governo, possui vocação para o turismo de aventura.

O Parque Nacional de São Francisco de Paula foi a primeira unidade de conservação do Rio Grande do Sul, tendo sido criada em 1945. Está localizado na região de Campos de Cima da Serra e integra a Região das Hortênsias. A unidade tem uma área de 1.606 hectares e altitudes superiores a 900 metros. Possui áreas de relevo acidentado, além de diversas cachoeiras, um conjunto de lagos e edificações históricas com potencial de visitação.

Investimento

Em ambos os parques serão necessários a reforma de 80% das edificações existentes, com a construção de nova área para 30 quartos de pousada em cada um dos parques, além da reforma e sinalização de trilhas, além de equipamentos para restaurante, loja e administração do parque. Os investimentos mínimos necessários no parque de Canela devem ser da ordem de R$ 8,3 milhões, enquanto no parque de São Francisco de Paula devem ser de no mínimo R$ 6,2 milhões.


Quer receber notícias como esta e muitas outras diretamente em seu e-mail? Clique aqui e inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.