Publicidade
Notícias | Região Paralisação

Se não houver acordo, ônibus de Sapucaia do Sul podem parar totalmente na terça-feira

Trabalhadores da empresa Real Rodovias reivindicam o pagamento integral dos salários de junho; uma nova audiência para definir se haverá paralisação total deve ocorrer nesta segunda-feira (22)

Por Jean Peixoto
Última atualização: 21.06.2020 às 22:10

Sapucaia do Sul pode ter paralisação total dos ônibus a partir de terça-feira Foto: Diego da Rosa/;GES/Diego da Rosa/GES
Desde segunda-feira passada (15), a população de Sapucaia do Sul vem sofrendo com a paralisação parcial dos ônibus na cidade. Por falta de pagamento integral dos salários de junho, os trabalhadores da Real Rodovias iniciaram uma greve parcial dos coletivos municipais. Por determinação do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), 50% da frota deve circular nos horários de pico (5 às 9 horas e das 16h30 às 20 horas). Nos demais horários, deve circular 15% dos ônibus.

CONTEÚDO ABERTO | Leia todas as notícias sobre coronavírus

Duas reuniões ocorrem nesta segunda-feira (22) para tentar pôr fim ao empasse. Pela manhã, a Real Rodovias e a prefeitura devem se reunir para discutir uma proposta de antecipação da compra de vales-transportes para os servidores municipais, com o objetivo de quitar os vencimentos em aberto.

Às 17 horas, uma nova audiência entre o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de São Leopoldo e a Real Rodovias deve ocorrer no TRT. O diretor de políticas públicas do sindicato, Wilson Caetano, afirma que, caso a empresa não pague os débitos, a partir de terça-feira, os trabalhadores entrarão em greve total dos ônibus. 


Quer receber notícias como esta e muitas outras diretamente em seu e-mail? Clique aqui e inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.