Publicidade
Notícias | Região Pirâmide

R$ 30 mil são apreendidos durante mandado da Operação Faraó, em Porto Alegre

Esquema envolvendo pirâmide financeira no Vale do Paranhana foi deflagrado em junho no Vale do Paranhana

Publicado em: 30.07.2020 às 12:04 Última atualização: 30.07.2020 às 16:17

A Operação Faraó, deflagrada em junho deste ano teve mais um capítulo. Na tarde de quarta-feira (29), policiais civis da DP de Três Coroas cumpriram um mandado de busca e apreensão no bairro Moinhos de Vento, em Porto Alegre. A ação foi uma continuidade da operação que combate crimes de estelionatos envolvendo investimentos imobiliários na Capital e no Vale do Paranhana.

O investigado, que é morador do apartamento, não foi encontrado no local. No entanto, foram apreendidos documentos vinculandos com os crimes investigados, três aparelhos celulares, dois notebooks, R$ 30 mil em espécie e um revólver. De acordo com o delegado Ivanir Luiz Moschen Caliari, responsável pela DP de Três Coroas, ao final da diligência o advogado do suspeito entrou em contato com a Polícia para ajustar a sua apresentação em data posterior na delegacia da cidade.

Os dois principais investigados da operação, presos quando da deflagração de sua primeira etapa no início do mês de junho, continuam detidos na Penitenciária Estadual de Montenegro. No início desta semana, uma mansão localizada no interior de Taquara e envolvida na operação, avaliada em R$ 3 milhões, foi incendiada. A Polícia ainda investiga o incidente.


Receba notícias diretamente em seu e-mail! Clique aqui e inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.