Publicidade
Notícias | Região Bola parada

Saiba por que, mesmo com a reabertura das quadras esportivas, região terá de esperar

Diário Oficial da União publicou alteração válida para as regiões que pertencem à bandeira laranja há pelo menos 14 dias

Por Matheus Beck
Publicado em: 15.09.2020 às 16:41 Última atualização: 15.09.2020 às 17:45

Quadras de esportes na região; entenda como fica com o novo decreto do governo Foto: UJR / Reprodução
Desde março, no início da pandemia, a prática de futebol, futsal e demais esportes amadores em quadras esportivas estava proibida. Nessa terça-feira (15), o Governo do Estado publicou no Diário Oficial Eletrônico do Estado do Rio Grande do Sul uma alteração que libera a atividade para os municípios que estão na bandeira laranja, categoria do distanciamento controlado. A prática é adotada pelo governador Eduardo Leite para o combate ao novo coronavírus no Estado. Para que a cidade esteja apta a liberar a bola rolando para os amantes da prática, no entanto, é preciso que ela integre uma região que esteja há 14 dias, pelo menos, na bandeira laranja ou esteja na bandeira amarela (que entrega a liberação automática). A região 7, que engloba Novo Hamburgo, estava na bandeira vermelha até a semana passada, portanto, não se enquadrando nas necessidades para já ter a permissão atendida.

Confira o conteúdo publicado no DOE:

Após 14 dias sem bandeira vermelha ou preta, ficam permitidos esportes coletivos exclusivamente em quadras esportivas, sem público, com intervalo de 1 hora entre os jogos e uso intercalado das quadras, para evitar aglomeração e permitir higienização /Vedado uso de espaços de entretenimento (churrasqueiras, praça infantil, etc.)

Quando a região estará apta

A cada sexta-feira, o Governo do Estado atualiza as bandeiras referentes a cada uma das áreas do Rio Grande do Sul. Quando a região progride, o decreto mais permissivo passa a valer já no sábado. Há ainda a possibilidade dos recursos. Até o domingo, são possíveis os envios destas solicitações que buscam revisões sob provas estatísticas que a situação tenha tido uma evolução. Nas segundas-feiras, o Governo informa se eles foram atendidos e, a partir da terça-feira, os novos decretos passam a valer. A região de Novo Hamburgo, a R 07, estava na bandeira vermelha até a sexta-feira (11). Na última revisão, a R 07 foi para a bandeira laranja, já passando para esta vigência, imediatamente, no sábado (12). Ou seja, caso, na próxima sexta-feira (18), a região de Novo Hamburgo esteja novamente na bandeira laranja, Novo Hamburgo e demais municípios estarão aptos a abrir as quadras a partir já do sábado (19), pois, segundo a assessoria de imprensa do Governo do Estado, indicaria a permanência da região por pelo menos 14 dias na laranja. Caso a região, na próxima sexta-feira (18), passar para a bandeira amarela (a mais permissiva do distanciamento controlado), também a partir do sábado (19) as quadras já poderão ser reabertas. Entretanto, se a região retornar à bandeira vermelha ou for para a preta, a contagem é zerada.

Depois de apta

A região de Novo Hamburgo, hoje é gerida pelo comitê da Associação de Municípios do Vale do Sinos (Amvars), que integra o modelo de cogestão, proposto pela Famurs para uma maior autonomia das áreas que compõem o distanciamento controlado. A partir do momento em que o período para a valência da abertura das quadras seja efetivado, a região estará livre para os jogos amadores. No entanto, a Amvars terá ainda o poder de veto independente da atividade e da bandeira estipulada para a área. Ou seja, caso a associação tenha a intenção de ser mais restritiva, ela poderá não permitir a atividade.

Academias, piscinas e estúdios

O decreto também entregou atualizações para demais segmentos. Segundo informou o Governo do Estado, nas academias, centros de treinamentos e estúdios, em regiões com bandeira laranja, haverá a permissão de 50% de trabalhadores presenciais. O atendimento presencial deve respeitar o distanciamento de no mínimo 10 metros quadrados por pessoa e material individual. Nos treinos em piscinas, também em locais com bandeira laranja, será permitido 50% de trabalhadores presenciais. A prática esportiva deverá ocorrer com uma pessoa por raia para a natação e com distanciamento de 10 metros quadrados entre os praticantes. Nos clubes sociais e esportivos, em regiões de bandeira laranja, será permitida a presença de 50% de trabalhadores.

 

Futebol profissional

Nos clubes de futebol profissional em disputa no Campeonato Brasileiro 2020 e na Copa Libertadores 2020 será permitida a presença de 25% dos trabalhadores. Treinos e jogos são exclusivos para atletas profissionais e sem a presença de público. Nas competições esportivas de atletas profissionais será permitido 50% de trabalhadores presenciais, sem público. Para outros serviços que se enquadram no segmento esportivo, será permitida a presença de 25% dos trabalhadores.


Receba notícias diretamente em seu e-mail! Clique aqui e inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.