Publicidade
Notícias | Região Saúde

Regiões de Novo Hamburgo, Caxias do Sul, Canoas e Capão da Canoa em bandeira vermelha

Caso não seja revertida a classificação, os blocos de Novo Hamburgo, Canoas e Capão da Canoa entram na segunda semana de risco alto que impacta na suspensão das aulas presenciais a partir de terça-feira.

Por Suélen Schaumloeffel
Publicado em: 20.11.2020 às 18:25

Mapa preliminar traz 13 regiões em bandeira vermelha Foto: Governo do Estado
Na 29ª rodada, o mapa preliminar do Distanciamento Controlado traz 13 regiões em bandeira vermelha, configurando risco epidemiológico alto. Desde a 28ª rodada, o Rio Grande do Sul registra aumento nas hospitalizações por Covid-19 e nas internações em leitos de UTI, o que justifica o retorno de um grande número de regiões em vermelho.

CONTEÚDO ABERTO | Leia todas as notícias sobre coronavírus

Na região de cobertura dos jornais do Grupo Sinos, os blocos liderados por Novo Hamburgo, Capão da Canoa e Canoas já haviam sido classificadas como risco alto na rodada vigente e, neste mapa preliminar, seguem em vermelho. Agora une-se a elas a região de Caxias do Sul. Apenas a região liderada por Taquara permanece em bandeira laranja.

Na regiões que ingressam na segunda semana consecutiva na classificação de risco alto, as aulas presenciais deverão ser suspensas a partir de terça-feira (24), caso o mapa permaneça inalterado. O mapa definitivo será divulgado na segunda-feira, quando o Gabinete de Crise avalia os pedidos de reconsideração enviados pelas associações e municípios que assim o fizerem.

Os municípios e associações podem apresentar recurso pedindo reconsideração, já que o mapa definitivo será divulgado na segunda-feira e passará a valer a partir de terça. De qualquer forma, todas as regiões tem seus planos de cogestão, que permitem flexibilização de medidas da bandeira inferior a que foram classificadas. Por isso, as mudanças não devem ter grande impacto, tendo a maior alteração na suspensão das aulas presenciais. 

O governos do Estado a alerta que o Rio Grande do Sul observou aumento em todos os indicadores monitorados pela equipe do Distanciamento Controlado. Houve elevação de 65% (de 171 para 282 casos) no número de óbitos e de 27% (de 923 para 1.171 casos) nas hospitalizações confirmadas por Covid-19. 

Como ficaram todas as regiões do RS

Regiões que apresentaram pioraram (9)

Caxias do Sul (em cogestão)
Uruguaiana
Erechim (em cogestão)
Palmeira das Missões (em cogestão)
Porto Alegre (em cogestão)
Passo Fundo (em cogestão)
Guaíba
Santa Maria (em cogestão)
Lajeado (em cogestão)


Regiões que continuaram iguais (9)
VERMELHA
Novo Hamburgo (em cogestão)
Capão da Canoa (em cogestão)
Canoas (em cogestão)
Ijuí (em cogestão)

LARANJA
Bagé
Taquara (em cogestão)
Cachoeira do Sul (em cogestão)
Santa Cruz do Sul (em cogestão)
Pelotas (em cogestão)


Regiões que melhoraram (3)
VERMELHA > LARANJA
Santo Ângelo (em cogestão)
Santa Rosa (em cogestão)
Cruz Alta (em cogestão)

Avaliação geral da 29ª rodada

• número de novos registros semanais de hospitalizações confirmadas com Covid-19 aumentou 27% entre as duas últimas semanas (de 923 para 1172);
• número de internados em UTI por SRAG aumentou 4% no Estado entre as duas últimas quintas-feiras (de 794 para 827);
• número de internados em leitos clínicos com Covid-19 no RS aumentou 11% entre as duas últimas quintas-feiras (de 914 para 1014);
• número de internados em leitos de UTI com Covid-19 aumentou 6% entre as duas últimas quintas-feiras (de 646 para 683);
• número de leitos de UTI adulto livres para atender Covid-19 reduziu 8% entre as duas últimas quintas-feiras (de 682 para 626);
• número de casos ativos aumentou 26% entre as duas últimas semanas (de 14.951 para 18.860);
• número de registros de óbito por Covid-19 aumentou 65% entre as duas últimas quintas-feiras (de 171 para 282).

As regiões com maior número de novos registros de hospitalizações nos últimos sete dias, por local de residência do paciente, são Porto Alegre (269), Caxias do Sul (137), Novo Hamburgo (97) , Canoas (90) e Passo Fundo (85).


Receba notícias diretamente em seu e-mail! Clique aqui e inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.