Publicidade
Notícias | Região Pandemia

Regiões de Novo Hamburgo e Taquara retornam à bandeira laranja

Mapa preliminar do distanciamento controlado foi divulgado no final da tarde desta sexta-feira (25)

Publicado em: 25.12.2020 às 19:10 Última atualização: 25.12.2020 às 19:21

Mapa preliminar aponta a região de Novo Hamburgo e Taquara em bandeira laranja Foto: Governo do Estado/Divulgação
Divulgado nesta sexta-feira (25), o mapa preliminar da 34ª rodada do modelo de Distanciamento Controlado continua refletindo o alto índice de contágio e de ocupação dos hospitais por coronavírus no Rio Grande do Sul. As regiões de Novo Hamburgo e Taquara, após apresentarem melhora na semana passada, obtiveram desempenho ainda mais satisfatório nos últimos sete dias e conseguiram deixar a classificação de risco alto retornando à bandeira laranja.  

Por outro lado, o Estado segue em alerta – o que representa 76,5% da população gaúcha de 414 municípios na faixa de risco vermelha, em que estão os grupos liderados por Caxias do Sul, Canoas e Capão da Canoa, por exemplo.

Nesta rodada, com exceção dos Vales do Sinos e Paranhana, as regiões Cruz Alta, Pelotas, Bagé e Guaíba, os demais 15 blocos intermunicipais apresentaram risco alto de contágio, classificadas, portanto, com bandeira vermelha.

Para o total do Rio Grande do Sul, houve redução no registro de novas hospitalizações confirmadas com Covid-19 (-14%) e no número de internados em leitos clínicos Covid (-6%). Já as UTIs apresentaram aumento no número de internados com coronavírus (+5%).

Contabilizando os pacientes internados por Covid e também outras causas, nesta semana, houve novamente estabilidade no número de leitos de UTI ocupados. Com a abertura de leitos e o aumento dos confirmados com Covid-19 em UTI, a razão de leitos livres para cada ocupado por Covid-19 ficou praticamente equivalente.

As regiões com maior número de novos registros de hospitalizações nos últimos sete dias, por local de residência do paciente, são Porto Alegre (256), Caxias do Sul (157), Passo Fundo (103), Canoas (100) e Pelotas (61).

Novo Hamburgo e Taquara: de vermelha para laranja

Com a mudança de bandeira nas regiões de Novo Hamburgo e Taquara, a Macrorregião Metropolitana tem metade das regiões classificadas em risco de contágio médio. Novo Hamburgo registrou queda no número de hospitalizações por Covid-19 (de 81 na semana passada para 56) e expressiva diminuição no número de óbitos (de 44 para 26). Taquara também apresentou queda nos mesmos indicadores: com redução de 10 pacientes hospitalizados (de 26 para 16) e seis óbitos, quatro a menos do que na semana anterior.

Além dos números de melhora registrados nas duas regiões, a Macrorregião Metropolitana tem 50 pacientes a menos internados por Covid-19 em leitos clínicos e aumento de 16 leitos de UTI livres, o que favoreceu a composição da média das duas regiões.

 


Receba notícias diretamente em seu e-mail! Clique aqui e inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.