Publicidade
Notícias | Região Pandemia

São Leopoldo aprova novas flexibilizações de decreto; veja o que muda

As novas regras vigoram a partir de hoje e têm validade até 2 de fevereiro

Por JEAN PEIXOTO
Publicado em: 22.01.2021 às 03:00 Última atualização: 22.01.2021 às 07:56

Vacinação segue ocorrendo nas cidades da região Foto: Vitória Costa/Prefeitura de Esteio
Apesar da taxa de ocupação de 125% das vagas em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) Adulto do Hospital Centenário, conforme o mapa de leitos do Estado, e dos 240 óbitos registrados na cidade, a Prefeitura de São Leopoldo aprovou novas flexibilizações no decreto municipal que estabelece o estado de calamidade pública durante a pandemia de coronavírus.

Após a reunião do Comitê Municipal de Atenção ao Coronavírus, realizada na tarde de ontem, foi decidido que houvesse a ampliação da capacidade das casas de eventos, como casamentos e festas de aniversário, de 70 para 100 pessoas e a reabertura dos campos de futebol e das escolinhas de treinamento esportivo, desde que cumpram todos os protocolos sanitários. Segundo a Prefeitura, a decisão teria como base uma estabilização do número de casos, e teria levado em consideração demandas da sociedade civil. As novas regras vigoram a partir de hoje e têm validade até 2 de fevereiro.

Futebol de campo

Os campos de futebol do Município estão autorizados a reabrirem para a retomada das práticas esportivas. Os protocolos mantêm os estabelecidos anteriormente, com o tempo de intervalo entre os jogos sendo de 30 minutos nos campos de futebol em locais abertos e escolinhas de treinamento esportivo, quanto à prática de atividades com contato físico. O banco de reservas das partidas de futebol não pode exceder a capacidade de 50%, bem como as turmas das escolinhas de treinamento esportivo devem possuir apenas metade dos alunos que praticavam o esporte antes da pandemia. As demais regras de prevenção e distanciamento seguem valendo sem alterações, ou seja, continua proibida a confraternização pós-jogo ao redor dos campos.

Segue a vacinação

A quinta-feira foi de mais trabalho intenso na vacinação dos leopoldenses. De acordo com a Prefeitura, ontem 14 trabalhadores e 31 idosos do Lar Recantu's, no bairro Padre Reus, nove trabalhadores e 19 idosos do Residencial Nosso Lar, no bairro Duque de Caxias, além dos profissionais de linha de frente do Centro Clínico Gaúcho.

Em reunião na manhã de ontem, o secretário municipal de Saúde, Marcel Frison, definiu com as equipes da Vigilância em Saúde que serão priorizados as Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) que tenham tido casos de surto ou óbito pela Covid-19. Cerca de 40 pessoas estão envolvidas no trabalho diário de logística, transporte e aplicação das doses. "Trabalhamos 14 horas por dia. Por isso pedimos um pouco de paciência que em breve todos os profissionais e grupos prioritários serão vacinados", garantiu a coordenadora de Imunizações Karen Carvalho.

Hoje devem ser vacinados idosos e trabalhadores de três ILPIs: Lar de Idosos Melhor Viver, no bairro Fião; Residencial Nosso Lar, Pinheiro; e Casa Geriátrica Andreia Oliveira, no São José. Ao todo, São Leopoldo conta com 27 ILPIs. Destas, 12 têm histórico de surto ou óbito por Covid.

Mais doses na região

Na tarde de quartafeira, a prefeitura de Esteio concluiu a aplicação das 649 doses da CoronaVac recebidas do Estado na terça-feira. A 1ª A Coordenadoria Regional da Saúde (CRS) responsável pela distribuição dos imunizantes à região deve deve encaminhar nas próximas semanas a nova remessa com a segunda dose, que deve ser ministrada de 14 a 28 dias depois da primeira. A prefeitura alerta que, neste momento, as pessoas não devem procurar as unidades de saúde para vacinação.

A imunização está sendo feita neste primeiro momento em idosos que moram em asilos, trabalhadores das casas geriátricas e em servidores da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e do Hospital São Camilo que atuam na linha de frente do enfrentamento à Covid-19. Na tarde de ontem, o prefeito esteiense Leonardo Pascoal publicou nas suas redes sociais que o município teria recebido mais 103 doses da vacina. Segundo ele, os imunizantes seriam aplicados em “idosos acamados que são monitorados pelas Unidades Básicas de Saúde.”

Sapucaia do Sul também recebeu mais doses ontem. Inicialmente a assessoria de imprensa informou que o município havia recebido mil doses. No entanto, ontem, a informação foi corrigida. Na terçafeira, foram recebidas apenas 363, mesmo número informado no boletim emitido ontem pela Secretaria Estadual da Saúde (SES). Na tarde de ontem, a cidade recebeu mais 672 doses, totalizando 1.035. Conforme a prefeitura, todos os profissionais da saúde e residentes de casas geriátricas já foram imunizados.

Vanazzi cobra agilidade do governo federal

Em uma postagem nas redes sociais, o prefeito Ary Vanazzi mostrou preocupação em relação às fases seguintes do processo de vacinação. “O governo federal tem mais 4 milhões de doses no Butantan, já produzidas, que serão distribuídas para todo o Brasil. Depois disso, vem a treva. Não há mais nada programado a curto prazo. Os laboratórios não poderão mais produzir por falta de insumos, que precisam ser importados da China. A Fiocruz, por exemplo, que ficou de entregar mais doses em fevereiro, já protelou para março.”

Na avaliação de Vanazzi, os municípios precisam estar alertas e estabelecer formas de pressão para que o governo federal agilize a disponibilidade das vacinas. Ele enviou um pedido ontem à Frente Nacional de Prefeitos para a formação de uma comissão de todo o País.

A Covid-19 nas cidades da região do VS

São Leopoldo

15.516 casos

29 internados

15.144 recuperados

240 mortes

Sapucaia do Sul

6.103 casos

24 internados

5.304 recuperados

154 mortes

Esteio

5.500 casos

15 internados

5.208 recuperados

145 mortes

Portão

1.569 casos

7 internados

1.441 recuperados

31 mortes

Capela de Santana

351 casos

33 internados

312 recuperados

3 mortes

Total na região

29.039 casos

108 internados

27.409 recuperados

573 mortes

Dados cruzados entre as prefeituras e a Secretaria Estadual da Saúde (SES) até as 20 horas de quinta-feira (21). 


Mais praticidade no seu dia a dia: clique aqui para receber gratuitamente notícias diretamente em seu e-mail!

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.