Publicidade
Notícias | Região Violência

Avô é morto a tiros dias após reconhecer na polícia o assassino do neto

Fato aconteceu no bairro Santos Dumont, em São Leopoldo

Por Renata Strapazzon
Publicado em: 23.02.2021 às 07:47 Última atualização: 23.02.2021 às 09:30

Um idoso de 73 anos morreu depois de ser baleado na porta de casa na noite do último sábado (20), em São Leopoldo. A vítima, identificada como Horácio da Silva Leote, estava na residência quando três homens armados, dois deles encapuzados, teriam chegado ao local. Ao encontrarem o idoso, os criminosos atiraram, o acertando no peito. Horácio ainda chegou a ser socorrido até a UPA do bairro Scharlau, mas não resistiu aos ferimentos e acabou falecendo. 

O crime aconteceu na Rua Isaura Maia, no bairro Santos Dumont. No mesmo local, da mesma forma, no dia 20 de dezembro, o neto de Horácio, David de Moura Leote, 25 anos, havia sido executado. O avô era a única testemunha do assassinato do jovem. Os dois moravam juntos no endereço. Na data, por volta de 17 horas, David foi abordado na frente de casa por dois homens em uma motocicleta. Um dos suspeitos teria descido da moto e disparado três tiros em David, que morreu no local. A cena foi acompanhada por Horácio.

De acordo com a delegada da Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DPHPP), Isadora Galian, o suspeito da morte de David, era um jovem de 20 anos, conhecido da família. Ele foi preso no último dia 11 de fevereiro. No mesmo dia, Horácio foi à delegacia para fazer o reconhecimento do suspeito.  

"Inicialmente consideramos que a morte de Horácio esteja relacionada à prisão e reconhecimento pessoal do suspeito da morte de David", pontua a delegada. Segundo ela, o jovem preso tem antecedentes por roubos a residências, estabelecimentos comerciais e de veículos. Ele havia saído da prisão há apenas quatro meses. Conforme a delegada, a motivação para a morte de David ainda está sendo investigada. 

Agora, a polícia busca identificar os executores do idoso. Informações que possam auxiliar na elucidação do caso podem ser repassadas por meio do telefone 984.895.169. 


Quer receber notícias como esta e muitas outras diretamente em seu e-mail? Clique aqui e inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.