Publicidade
Notícias | Região Especial 57 anos de Igrejinha

Animais de rua ganharão atendimento em centro especializado em Igrejinha

Projeto inédito na região pretende controlar a população de cães e gatos com castração e identificação

Por Joceline Silveira
Publicado em: 01.06.2021 às 06:00

Projeto vai ampliar serviço que já é prestado gratuitamente Foto: Divulgação
Uma das principais reivindicações dos protetores de animais e ONGs está próxima de se tornar realidade em Igrejinha. Nos próximos meses, cães e gatos terão um espaço estrategicamente pensado para eles no município do Vale do Paranhana.

Neste segundo semestre, deverá ser entregue o Castra Fixo, um centro de castrações, onde poderão ser realizados procedimentos de diversas necessidades. "O projeto do Castra Fixo pretende aumentar ainda mais os cuidados que temos com animais abandonados ou que, infelizmente, sofrem maus-tratos", explica o secretário de Planejamento e Meio Ambiente, Jéferson Corá.

A construção está pronta. O projeto foi orçado em R$ 106.990,51, custeados com recursos próprios do município. O Castra Fixa está localizado ao lado da sede da Secretaria de Obras, na Rua Tristão Monteiro, no bairro 15 de Novembro. "Teremos uma estrutura para atendimento médico veterinário aos animais de Igrejinha", comemora Corá.

O serviço terá como foco o atendimento a animais de rua e em condição de maus-tratos. Tutores de baixa renda também poderão levar seus animais ao espaço. "É uma estrutura ampla e completa para melhor atender a todos esses animais que não possuem tutor", explica.

Pioneiros no Paranhana

Um dos principais objetivos da iniciativa é controlar a natalidade e o crescimento da população dos animais, através das castrações. Para isso, também contará com o apoio da tecnologia. Serão usados microchips para identificação dos animais e também para acompanhar o seu histórico.

A ferramenta vai auxiliar ainda nos casos de animais perdidos e abandonados. "Todo animal que receber o atendimento no Castra Fixo receberá um chip onde constarão informações clínicas e de identificação", detalha o secretário, destacando ainda o pioneirismo do projeto no Vale do Paranhana.

"Seremos os primeiros da região a oferecer esse serviço. Acreditamos que o trabalho sempre pode melhorar e ser qualificado, especialmente com a causa animal."

 

Ampliação dos serviços

A estrutura vai contribuir ainda mais com o trabalho que já é realizado pelo Departamento de Bem-estar Animal, vinculado à Secretaria de Meio Ambiente. "Já temos uma estrutura que conta com uma médica veterinária e um auxiliar, trabalhando nessas questões de atendimentos aos animais de rua", explica Corá. Além disso, diversos serviços, incluindo os mais complexos, são realizados em clínicas particulares contratadas pelo município.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.