Publicidade
Notícias | Região São Leopoldo

Homem que tentou se suicidar na BR-116 é suspeito da morte de adolescente no São Miguel

Indivíduo ameaçou se atirar de passarela na tarde desta quinta-feira (10); ação policial foi necessária para resgatar o homem, causando engarrafamento na rodovia.

Por Priscila Carvalho
Publicado em: 10.06.2021 às 16:12 Última atualização: 10.06.2021 às 19:36

Incidente na passarela causou engarrafamento na BR-116, em São Leopoldo Foto: Mirella Lima/Especial
Conforme informações da Brigada Militar, o homem que ameaçou se atirar de uma passarela na BR-116, em São Leopoldo, causando grande engarrafamento na rodovia, no início da tarde desta quinta-feira (10), é o suspeito de ter assassinado uma menina de 13 anos no bairro São Miguel, na noite desta quarta (9)

O 25º Batalhão de Polícia Militar (25ºBPM) recebeu a informação de que o indivíduo que estaria envolvido na morte da menina, estava na passarela, que fica na altura da Avenida Henrique Bier, bairro Campina, em São Leopoldo, e deslocou uma guarnição ao local, encontrando o homem em tentativa de suicídio. 

 


Ação gerou engarrafamento

 Uma operação, que contou com as presenças da Polícia Civil, Brigada Militar, Guarda Civil Municipal (GCM) leopoldense, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e Corpo de Bombeiros, foi montada para evitar que o homem se atirasse. Na ação, foi preciso bloquear o trânsito da rodovia, provocando engarrafamento no sentido interior-capital. "Estava pertinho da passarela quando aconteceu. Ficamos cerca de 45 minutos parados na BR", disse a proprietária de um salão de festas, Mirella Lima, 42, que passava pela via no momento do ocorrido.

A pista só foi liberada depois de ação dos agentes de segurança envolvidos, que conseguiram interceptar o homem enquanto ele se segurava na passarela e retirá-lo do local. O suspeito foi encaminhado à Delegacia de Polícia.

Entenda o caso

O corpo de um garota, de 13 anos, foi encontrado dentro de casa, no bairro São Miguel, em São Leopoldo. O cadáver apresentava sinais de espancamento, com hematomas e rosto desfigurado, além de um corte superficial no pescoço e lesões de defesa nas mãos. Uma faca de cozinha foi encontrada no local. 

De acordo com a delegada titular da DPHPP leopoldense, Isadora Galian, o corpo foi descoberto depois de a namorada do pai da garota não conseguir contato com ele por telefone. "A namorada do pai foi procurá-lo, porque ele não atendia o telefone. Vizinhos desceram pela lateral da casa, abriram a janela e viram o corpo enrolado em um cobertor em cima da cama. Familiares foram informados. Um tio da menina e a avó foram até o local e acionaram a Polícia", explica Isadora.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.