Publicidade
Notícias | Região Luto e emoção

Em Estância Velha, mulher se vacina e faz homenagem a três familiares mortos pela Covid

Rita Franciany Araújo, de 39 anos, perdeu a avó e dois tios por complicações do coronavírus; há dois anos morando no Rio Grande do Sul ela não pôde se despedir dos familiares que faleceram em Manaus, no Amazonas

Por Ubiratan Junior
Publicado em: 21.07.2021 às 20:41 Última atualização: 21.07.2021 às 20:48

Nesta quarta-feira (21), a assistente de financeiro, Rita Franciany Araújo, de 39 anos, chamou a atenção dos profissionais da saúde e da comunidade presente durante a vacinação contra a Covid-19 em Estância Velha. No momento da vacina, Rita homenageou três familiares que morreram por decorrência da doença. 

Rita homenageou a avó e dois tios enquanto se vacinava contra a Covid em Estância Velha Foto: Isaías Rheinheimer/PMEV

Moradora do município gaúcho há dois anos, ela conta que não teve a oportunidade de se despedir dos seus entes, que faleceram em Manaus, no Amazonas. A avó, Rita da Silva Araújo, de 87 anos, morreu em 12 de outubro de 2020, deixando filhos, netos e bisnetos. “Eu sou a primeira neta, então foi bem emocionante esse dia de hoje, pois a minha avó não teve o privilégio que eu estou tendo de ter sido vacinada”, enfatiza a neta que tem o mesmo nome da avó.

Já em 2021, Rita conta que os tios faleceram com apenas dois dias de diferença. Primeiro, aos 61 anos, a sua tia Francisca Socorro da Silva Araújo, morreu na sexta-feira Santa, em 2 de abril, deixando uma filha. No domingo de Páscoa, em 4 de abril, Gilson Alves dos Santos, de 55 anos, não resistiu e faleceu deixando dois filhos e a esposa.

“Quando meu tio (Gilson) faleceu, a esposa dele que é irmã da minha mãe, estava em coma. Ela não pode prestar homenagem ao esposo e nem para a irmã dela. Após 15 dias, ela saiu e foi quando os médicos contaram para ela que ao mesmo tempo que ela perdeu a irmã, enquanto se recuperava da perda da mãe, e o grande amor da vida dela”, relembra Rita.

Segundo a assistente de financeiro, a ideia da homenagem surgiu no momento da vacinação. Para as pessoas que ainda não se imunizaram mas já fazem parte dos grupos que podem receber a vacina contra o coronavírus, Rita faz um apelo: “Quem tiver a oportunidade, tome a vacina pois muitos que não tiveram a oportunidade foram embora”, finaliza.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.