Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região Solidariedade

Amor de Lã esquenta o inverno em Parobé

Projeto social de artesã distribui toucas para asilos

Por Joceline Silveira
Publicado em: 04.08.2021 às 03:00 Última atualização: 07.12.2021 às 15:47

A cada mover de mãos de uma artesã de Parobé, um novo ponto ganha forma nas pontas das agulhas. Aos poucos, aquele tricô vai se transformando em toucas de lã. E ainda assim, mesmo depois de pronto, esse emaranhado de linhas representa muito mais que um acessório para se proteger do frio: é um aconchego feito a mão que é doado a outrem, de forma a aquecê-lo de amor.

Andrielli Nesi Oliveira e as toucas que faz para idosos
Andrielli Nesi Oliveira e as toucas que faz para idosos Foto: Adair dos Santos/GES-Especial

É assim com o Amor de Lã, projeto social desenvolvido pela tricoteira Andrielli Nesi Oliveira de 38 anos, que ela distribui por lares de idosos da cidade carinho e empatia.

Inspiração

"Olhando uma caixa de restinhos de lã, que eu não usaria para fazer nada completo para vender, confeccionei uma touca para meu filho e me dei conta que poderia esquentar muita gente que nesse frio precisa muito. E desde então, faço tricô com o objetivo de produzir peças para aquecer pessoas", relata Andrielli.

Sozinha, ela já produziu acessórios para dois lares de idosos de Parobé. "Caminho muito pela cidade, e quando passava em frente aos lares via os idosos sentados no sol, foi assim que entrei em contato com as entidades e combinei a entrega."

Desde então, solidariedade tem sido a palavra de ordem no projeto. Além da matéria-prima própria, Andrielli conta com doações de lã da comunidade que abraçou a iniciativa. "Sempre sobra aquele restinho de lã que fica esquecido e aqui ele ganha forma e ajuda outras pessoas", afirma.

Em função da pandemia, em 2020 as entregas não puderam ser realizadas, mas no mês de junho a iniciativa foi retomada entre uma encomenda e outra. No mês seguinte, a primeira doação foi entregue.

"Sempre procurei ajudar as pessoas. Através do artesanato vi que não precisa ter dinheiro pra ajudar e sim força de vontade e amor no coração. Sei o quanto os idosos sentem frio e adoram estar com a cabeça e as orelhas quentinhas, então faço a combinação de cores para deixá-los felizes e aquecidos."

Uma herança de mãe para filha

O tricô já havia entrado na vida de Andrielli muito tempo antes do projeto. Desde pequena, observava a dança mágica dos fios entre os dedos da mãe, Helena. O conhecimento foi passado em casa e, hoje, se transformou em negócio.

A iniciativa de tricô artesanal concentra saberes de mãe e filha num ofício que acabou por conectá-las ainda mais, mesmo depois do falecimento de Helena. "Foi uma herança que ela me deixou antes de partir", completa.

Para ajudar

O projeto aceita doações de lãs e agulhas.

Contatos via WhatsApp: (51) 99658-0346.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.