Publicidade
Notícias | Região FLAGRANTE

Assalto, família refém, tiros e dois foragidos do semiaberto presos em Estância Velha

Um terceiro suspeito foi ainda detido no roubo a loja de confecções no bairro Rincão dos Ilhéus

Por Silvio Milani
Publicado em: 14.09.2021 às 20:43 Última atualização: 14.09.2021 às 21:25

Cinco reféns em roubo a uma loja familiar, cerco policial, tiros, três presos e a história que se repete. Os assaltantes tinham vários antecedentes criminais. Dois estavam foragidos do regime semiaberto. O caso aconteceu no início da noite de segunda-feira (13), no bairro Rincão dos Ilhéus, em Estância Velha.

Eram 18h45. A loja de confecções na Rua Vicente Jorge da Silva estava quase fechando quando foi invadida por três assaltantes, dois deles com revólveres. Exigiam dinheiro. Trancaram o dono, a esposa, dois filhos e a noiva de um deles no banheiro do segundo piso. A manobra foi violenta, com ameaças de morte e chutes.

Rafael, Douglas e Wellington foram autuados em flagrante Foto: nono
O trio recolheu R$ 17,9 mil em dinheiro. Mercadorias, joias, telefones celulares e outros objetos eram colocados no porta-malas do carro da família, um Corsa. A fuga estava próxima, por volta das 19 horas. Mas um cerco já era montado pela Brigada Militar, que recebeu alerta do roubo pelo 190, com apoio da Guarda Municipal de Estância.

Corridas

Os policiais visualizaram a porta garagem aberta e três suspeitos, dois de arma em punho. Os brigadianos mandaram parar, mas um invasor apontou revólver para eles. Um policial deu dois tiros, que não acertaram os bandidos. Dois correram para os fundos, onde foram presos, e um conseguiu escapar até a rua, mas também acabou sendo detido. Os policiais recuperaram o dinheiro e todos os objetos roubados. Também apreenderam dois revólveres calibre 38.

 

'Está muito perigoso', lamenta comerciante

Armas, dinheiro, celulares e joias foram apreendidos Foto: Brigada Militar
O dono da loja, de 63 anos, lamenta os momentos tensos enfrentados pela família. Ele conta que foi obrigado a dizer onde estava o dinheiro. “E carregaram um monte de mercadoria no carro estacionado atrás. Nossa empresa é familiar. Não temos funcionários em virtude da situação econômica.”

O comerciante observa que a família ficou fora da área de confronto na hora do encontro dos policiais com os assaltantes. “Deu muito medo, mas, na hora dos tiros, eles já tinham nos levado ao banheiro e nos trancado.” A violência assusta. “Já fui assaltado em estabelecimento comercial no Primavera (Novo Hamburgo), na rua e agora aqui no Rincão. Está muito perigoso.”

Trio é de Novo Hamburgo

Os nomes não foram informados pela Polícia, por conta da Lei de Abuso de Autoridade, mas a reportagem apurou que são os foragidos do semiaberto Douglas Rosa, 35, e Wellington Mateus de Quadra, 21, além de Rafael Cristiano de Mello, 24, também com antecedentes por roubos. Os três, que são de Novo Hamburgo, foram autuados em flagrante pelo assalto em Estância no plantão da Polícia Civil de São Leopoldo.

Wellington, segundo a BM, foi o que apontou o revólver para os policiais na tentativa de abordagem. É o que foi capturado na rua com um revólver e uma sacola com dinheiro. Morador do bairro Boa Saúde, foi condenado, em setembro do ano passado, a sete anos de prisão por assaltar e ferir um casal em casa na madrugada de 1º de agosto de 2019, no bairro Rio dos Sinos, em São Leopoldo. Quando saiu a sentença, conforme a juíza Célia Perotto, o hambuguense já estava foragido do sistema prisional.

Douglas, conforme os policiais, também foi pego com revólver e uma sacola com dinheiro, além de quatro celulares, dos quais dois das vítimas. Morador do bairro São Jorge, teve mandado de prisão expedido em 9 de junho deste ano pela Vara de Execuções Criminais de Porto Alegre. Teria fugido do semiaberto no complexo prisional de Charqueadas.

Rafael, preso com Douglas nos fundos da loja, é o único que não teve nada apreendido com ele. Morador do Loteamento Kephas, no bairro São José, também não constava como procurado, apesar dos inquéritos por roubos que responde.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.