Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região TRAGÉDIA

Fogo em colchão teria provocado incêndio que matou duas bebês em Taquara

Menino de 5 anos e jovem de 21 conseguiram escapar das chamas

Publicado em: 21.10.2021 às 18:07 Última atualização: 21.10.2021 às 22:39

A Polícia Civil trabalha na investigação do incêndio em que morreram duas bebês, em Taquara, no Vale do Paranhana. As vítimas foram identificadas como Isabele Rodrigues da Silva, de 1 ano e 6 meses, e Emanuele Rafaela da Silva, de 2 anos e 6 meses.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Gustavo Menegazzo da Rocha, a suspeita é que um menino de 5 anos brincava com um isqueiro quando o fogo atingiu um colchão, o que teria provocado o início das chamas.

Os bombeiros foram chamados por volta das 11h10 desta quinta-feira (21) e, cinco minutos depois, quando chegaram ao local, a casa já estava completamente em chamas. Os trabalhos da equipe duraram cerca de 20 minutos.

Na casa moravam três irmãs – de 25, 21 e 17 anos – e as três crianças. A irmã mais velha era mãe do menino de 5 anos e de uma das meninas que morreu no incêndio. A outra bebê era filha da irmã mais nova. Quando o fogo começou, a tia, de 21, cuidava das três crianças.

Conforme a investigação, ao perceber o fogo, a tia chamou as três crianças para pular a janela, mas só ela e o menino conseguiram escapar. Os corpos das bebês, que eram primas, foram encontrados no sofá da sala.

No momento das chamas, as mães das crianças estavam em uma casa da frente, no mesmo terreno, mas não conseguiram salvar as meninas. Vizinhos que acompanharam a situação também tentaram fazer o resgate. 

A aposentada, Araci Angeli, 64 anos, conta que a família morava há dois meses naquele endereço. “As crianças sempre chamavam a gente e estavam sempre brincando no pátio”, lembra Angeli.

A prefeita de Taquara, Sirlei Silveira, decretou luto de três dias. “Externo toda a minha solidariedade à família das crianças vítimas de um incêndio no final da manhã desta quinta-feira. Assim que soubemos do ocorrido, mobilizamos a Secretaria de Obras, que está trabalhando na pavimentação do bairro, para ajudar na contenção das chamas juntamente com os Bombeiros. A Defesa Civil e a Secretaria de Desenvolvimento Social também estão prestando atendimento, e seguiremos auxiliando no que for preciso. Não há palavras para externar nossa dor sobre o ocorrido”, publicou em nota oficial.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.