Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região INVESTIGAÇÃO

Bebês vítimas de incêndio em Taquara morreram asfixiadas, aponta laudo do IGP

Caso aconteceu no dia 21 de outubro, em uma casa no bairro Eldorado

Publicado em: 30.11.2021 às 20:23 Última atualização: 30.11.2021 às 21:08

De acordo com a delegada Rosane de Oliveira, o laudo do Instituto-Geral de Perícias (IGP) concluiu que Isabele Rodrigues da Silva, de 1 ano e 6 meses, e Emanuele Rafaela da Silva, de 2 anos e 6 meses, morreram por asfixia monoxicarbonatada, após inalarem monóxido de carbono em excesso. 

O caso aconteceu no dia 21 de outubro. As bebês estavam dentro de uma casa no bairro Eldorado, em Taquara, quando o local foi completamente tomado pelas chamas. A suspeita da polícia é que o fogo tenha começado após um menino de 5 anos, que também estava na residência, ter colocado fogo acidentalmente em um colchão.

Casa ficou totalmente destruída pelas chamas
Casa ficou totalmente destruída pelas chamas Foto: CBM de Taquara/Reprodução

Na casa moravam três irmãs – de 25, 21 e 17 anos – e as três crianças. A irmã mais velha era mãe do menino de 5 anos e de uma das meninas que morreu no incêndio. A outra bebê era filha da irmã mais nova. Quando o fogo começou, a tia, de 21, cuidava das três crianças.

A Polícia Civil segue investigando o caso.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.